Como compor e se portar em um jantar fino

361

Se você já passou pela saia justa de não saber como se portar à mesa em um jantar formal ou pretende organizar uma recepção em casa inesquecível, siga as preciosas dicas que encontrei no site Portal Decoração, juntamente com algumas que posso acrescentar que tenho de vivência!

Como boa anfitriã, nada mais crucial que preparar uma bela mesa decorada para receber os convidados! Veja as dicas de como compor a mesa:

Mesa decorada

Mesa preparada em casa para receber a amiga Analú Guimarães

– A primeira regra que você deve ficar atenta(o) é: tudo que vai à mesa tem de ser usado. Se colocar um castiçal, a vela deverá ser acesa, o que não cairá bem em eventos diurnos, ou em noites quentes.
– Evite arranjos de flores com perfume forte e composições altas, com mais de 30 cm, que possam atrapalhar a visibilidade do convidado que estiver à frente.

Toalhas de mesa X jogos americanos

– Se o tampo da sua mesa for maravilhoso, use um jogo americano sofisticado, de linho, renda ou adamascado.
– Quanto às toalhas, use estampas e cores para eventos diurnos, e tonalidades pastel para a noite, sempre equilibrando com os tons do aparelho de jantar.

Onde coloco o guardanapo?

– Ao sentar-se, o guardanapo de tecido vai para o colo e de lá sai para limpar os lábios sempre que necessário, principalmente antes de levar a taça à boca.
– Ao terminar a refeição, deixe-o ao lado esquerdo do prato. Para evitar marcas de batom, prefira os modelos mais secos ou, então, peça um guardanapo de papel para retirar o excesso.

Ordem de apresentação

– De um modo geral, os alimentos devem ser servidos numa ordem crescente de sabor, a ideia é que nenhum apague o outro.
– Normalmente, a apresentação segue a seguinte ordem: entrada ou sopa → prato principal (uma massa, por exemplo) → carne → ave ou peixe → sobremesa → café e licores.

Comendo com…

…as mãos:
– os casos de coquetéis, finger foods e aperitivos que dispensam talheres, os guardanapos devem ser utilizados apenas para limpar a ponta dos dedos.
– Pães também devem ser partidos com as mãos.

…colher:
– Para as sopas, a colher deve ser levada à boca na diagonal pela mão direita.
– Nunca assopre, nem limpe o excesso da colher no canto do prato.
– Molhar o pão? Jamais!

…talheres:
– A faca deve ficar sempre na mão direita e o garfo na esquerda.
– A regra permite descansar a faca na borda do prato após cortar o alimento com a mão direita e servir-se com o garfo na mão direita.
– Massas não devem ser cortadas com faca; no máximo, com garfo.
– Evite cortar as folhas de alface. Com a faca na mão direita, dobre-as feito uma trouxinha.
– No intervalo das refeições, descanse os talheres no prato de pão ou em apoio próprio. Na ausência, deixe-os sobre o guardanapo e, ao final da refeição, sobre o prato.

…utensílios de sobremesa:
– Com exceção das frutas com casca, as demais sobremesas devem ser saboreadas com a ajuda do garfo e da colher, simultaneamente. No caso de um pudim, por exemplo, utiliza-se o garfo para amparar o doce, que será partido e levado à boca pela colher. Com uma torta de chocolate, o processo será inverso, ou seja, corta-se com a colher e serve-se com o garfo.

Tipos de serviço

À americana

– O sistema self-service é uma maneira bastante prática de servir a um grande número de convidados e agrada a quem não gosta de muita formalidade.
– Nesse caso, as comidas quentes são geralmente conservadas em rechauds, enquanto pratos, talheres e guardanapos ficam dispostos sobre um aparador.
– Depois de servir-se, o convidado se acomoda em mesas, ou, se for uma ocasião mais informal, pode ficar de pé, em cadeiras, sofás ou poltronas indicados pelo anfitrião.
– Quanto às bebidas, se não forem servidas pelo garçom, devem estar junto dos talheres.

À francesa

– Este é o mais sofisticado e elegante dos serviços e só deve ser realizado por profissionais treinados.
– Eles ficam responsáveis por apresentar as travessas, sempre pelo lado esquerdo, esperar que o convidado se sirva e, por fim, retirar os pratos pelo lado direito, substituindo-os por outros limpos pela esquerda, respeitando a ordem do cardápio.
– O tamanho da mesa determinará o número de convidados, cujos lugares estarão devidamente indicados com um cartão.

À brasileira

– Trata-se do tradicional e informal serviço familiar. Sem garçons, as travessas são colocadas à mesa, assim como os pratos, copos, guardanapos e talheres.
– Geralmente, a mulher serve à família, começando pelos mais idosos, que devem ocupar as cabeceiras, os lugares mais nobres.
– Os guardanapos de pano também podem ser substituídos pelos de papel, basta caprichar na dobra.

Para cada prato, uma bebida

– De maneira geral, peixes e frutos do mar pedem vinhos brancos, enquanto carnes, aves e massas acompanham os tintos.
– Champanhes podem ser tomados do início ao fim das refeições, inclusive com as sobremesas, que também vão bem com vinhos adocicados.
– Para acertar, o melhor mesmo é confiar no seu paladar ou consultar um especialista, já que existem vinhos brancos encorpados e tintos suaves.
– E toda taça deve ser segurada pela haste – cuidado com a gafe do dedinho levantado, o gesto, na verdade, não é chique.

Não como isso!

– Para não escutar essa frase, é educado informar anteriormente, de preferência no ato do convite, o cardápio que será oferecido.
– Cabe ao convidado declinar educadamente no caso de uma relação formal, ou, se forem íntimos, mencionar suas preferências e restrições alimentares para que o anfitrião possa providenciar outras opções.
– Se você for a convidada e deparar-se com pratos e talheres que não domina, relaxe e procure observar pessoas que estão mais à vontade à mesa para se espelhar.

Lugares à mesa

– Normalmente utilizado em ocasiões formais, o placement, ou plano de mesa, é o que garante o sucesso de um jantar.
– Por critério de afinidades, o anfitrião é quem determina o assento dos convidados, marcados ou não, lembrando-se de intercalar homens e mulheres, e separar os casais para favorecer a comunicação entre os comensais.
– Pela etiqueta tradicional, os anfitriões ocupam as extremidades opostas da mesa, seguidos dos convidados de honra, sentados à direita dos mesmos, ou do casal mais velho.
– Outra possibilidade, mais simpática, é posicionar os anfitriões no centro da mesa, sentados frente a frente.
– Lembre-se: nunca se sirva antes do anfitrião, ao menos que ele peça.
– Saiba que, como anfitriã, você pode e deve optar pelo tipo de evento em que se sinta mais à vontade. O mais importante é aliar as suas preferências com as de seus convidados.

Na dúvida, seja você mesmo(a) e sua festa será um sucesso! Mais fotos de mesas preparadas para refeições finas para você seguir os modelos:

Gostaram das dicas? Anote as principais que achou mais úteis e guarde-as, nunca se sabe quando teremos que receber e preparar um jantar mais refinado, então esteja pronta(o) para dar um show de recepção! 😉 

 

You might also like More from author

Leave A Reply