Em julho, o comércio previa crescimento de 41% nas vendas

17

 

Estima-se que agosto as vendas devem ser mais representativas por conta do Dia dos Pais, já que 57,9% dos moradores têm a intenção de comprar presentes na data

 

Nos últimos meses, fatores como a crise política, a falta de credibilidade do atual governo, o crescente desemprego e os altos índices de juros contribuíram para uma recessão em diversos setores da economia. Mas, uma enquete com os empresários do setor do comércio e serviços, realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Uberlândia para saber o movimento de vendas do mês e a previsão de negócios para o período seguinte, apontou que o índice de confiança dos empresários em relação à melhora das vendas em Uberlândia está crescendo.

No mês de julho deste ano, 41% das empresas associadas que responderam à pesquisa, informaram crescimento nas vendas, enquanto 33% tiveram queda e outros 27% mantiveram as vendas estáveis, o que aponta o gráfico 1.

Em junho de 2018, as vendas estiveram aquém, com queda de 51% no faturamento, 31% de crescimento e outros 17% mantiveram as vendas estáveis, o que aponta o gráfico1.

Gráfico 1

Conforme mostra o gráfico 2, 41% de empresas que previram crescimento em julho de 2018 comparado a junho de 2018, 15,52% dos pesquisados em Uberlândia estão entre os empresários que cresceram até 5%, menor que o mês de maio que foram 8,6%. Já os que apresentaram crescimento de 5% a 10%, houve um crescimento em relação a junho deste ano, quando julho ficou em 16,38%.

Gráfico 2

O gráfico 3 apresenta o desempenho das empresas de acordo com segmento, que apesar da crise, alguns setores apresentaram crescimento entre 5% e 10%, com destaque para setor de Prestação de Serviços (24%), moveis e eletrônicos, hotéis, construção civil e veículos (12%), seguido de vestuário, setor de saúde e supermercado (6 %).

Gráfico 3

Com a crise econômica atual, percebe-se que o cenário esteve mais realista. A previsão foi que o mês de julho fechasse com crescimento de até 5% nas vendas de 8,6% (junho/18) para 15,52% (julho/18).

Gráfico 4

Com o Dia dos Pais, a expectativa para agosto é uma melhora nas vendas nacionais e também locais. Apesar de a intenção de presentear no Dia dos Pais ser elevada, a maior parte dos brasileiros estão cautelosos na hora de gastar. De acordo com o levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), do total de potenciais compradores, a maioria (61%) dos consumidores deve ir às compras neste Dia dos Pais – o dado é levemente superior aos 55% de entrevistados que realizaram compras na mesma data do ano passado.

Em Uberlândia, 57,9% dos moradores têm a intenção de comprar presentes na data. Os que não manifestaram a intenção de comprar presentes somam 42,1%. 17,9% dos entrevistados pretendem comprar acessórios (relógios, cintos, perfumes), 11,5% irão presentear os pais com viagem e 14,1% optarão pelos eletrônicos.

 

You might also like More from author

Comments are closed.