“Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade” chega a Uberlândia em fevereiro

3
A atriz Ana Rosa que, em breve, estará em cartaz no Teatro Municipal (Foto: Divulgação)
A atriz Ana Rosa que, em breve, estará em cartaz no Teatro Municipal (Foto: Divulgação)

Com texto de Paulo Afonso de Lima, direção da brilhante Ana Rosa e com um elenco de primeira linha, a peça teatral “Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade” vem apresentando uma belíssima turnê, com casas lotadas, nas cidades por onde passa.

Em cena, Rogério Fabiano revive a trajetória do educador, escritor e tradutor francês, Hippolyte León Denizard Rivail, que,no século XIX, sob o pseudônimo de Allan Kardec, dedicou-se à observação e ao estudo dos fenômenos espíritas. A codificação da Doutrina Espírita colocou Kardec na galeria dos grandes missionários e benfeitores da humanidade.

A maioria do elenco se divide entre dois, três ou mais personagens e faz isso com maestria. No palco, a atriz, Érica Collares, vive a médium, Gertrudes Laforgue, e Amélie Gabrielle Boudet (esposa de Allan Kardec). “A história de Amélie e Kardec é muito bonita. Eles eram companheiros em uma vida passada e se reencontram no século XIX. Foi amor à primeira vista. Eram filhos únicos, não tiveram filhos, e estavam unidos na missão do espiritismo. Foram destinados a isso”, conta Érica.

Já Bia Barros tem entre os seus papéis de destaque: a mãe de Allan Kardec, Madame Rivail, a Madame Plainemaison e a amiga de Kardec, Justine Frenard.  Figuras fundamentais na transição de Allan Kardec. “A primeira pessoa espírita que ele tem contato é com a culta e fina, Madame Plainemaison. Ele a visita pretendendo desmascará-la, mas Allan receberá uma mensagem do além, que o fará mudar radicalmente e começar a codificação do espiritismo”, esclarece Bia Barros.Outros integrantes do elenco são:Claudio Gardim- que interpreta o ProfessorFortier, o Padre e o tio Maurice – e Sálvio do Prado, como o grande Mago Lacazze, o Professor Pestalozzi, o médium Jean Paul e o Espírito da Verdade.

Sob a direção de Ana Rosa, uma das maiores atrizes do país, o espetáculo pretende alcançar um público eclético, formado por simpatizantes dos assuntos espirituais, por aqueles que buscam respostas às suas indagações e por pessoas que simplesmente acreditam na eternidade da alma. Nesta peça, a curiosidade pelos assuntos espirituais está ligada ao objetivo da equipe em contar boas histórias, de fazer um bom espetáculo e atender ao público que procura um trabalho sério e verdadeiro.

“Estou muito entusiasmada. Primeiro, por se tratar da vida e obra de Allan Kardec, já conhecido por nós através de suas obras básicas. Segundo, porque o texto de Paulo Afonso de Lima é uma obra de arte, tanto em termos de pesquisa como de teatralidade. E terceiro,por orquestrar o talento e sensibilidade de atores como Rogério Fabiano, Érica Collares, Bia Barrose Claudio Gardin, um exercício que me revigora – como atriz que sou – e me entusiasma como diretora a cada ensaio”, ressalta Ana Rosa, espírita praticante há mais de 30 anos que dirige também os espetáculos de sucesso “O Cândido Chico Xavier” e “Violetas na Janela”, ambos em cartaz há 15 anos.

Assista ao vídeo de divulgação:

Ana subiu ao palco pela primeira vez com apenas 15 dias de idade, em um espetáculo em sua cidade natal, Promissão (SP). E em 1997, ela entrou para o Guiness Book como a atriz recordista em participação de telenovelas, recorde que mantém até hoje.

FICHA TÉCNICA                                                                                                                                  

Texto: Paulo Afonso de Lima.

Direção: Ana Rosa.

Elenco: Rogério Fabiano, Érica Collares, Bia Barros, Claudio Gardin e Sálvio do Prado.

Direção de Arte e Luz: Guillermo Luis.

Iluminação: Carlos Alberto Boschini.

Operador de Luz e Vídeos: Marcelo Pirillo.

Cenário, figurinos e adereços: Francisco Emanuel Leite.

Produção: Érica Collares e Rogério Fabiano.

Duração: 1 hora e 20 minutos.

Censura livre

Veja mais no blog

Serviço:

O quê: Espetáculo teatral ‘ALLAN KARDEC – Um Olhar para a Eternidade’

Quando: sábado (20/02) às 18h30 e às 20h30 e domingo (21/02) às 18h30

Onde: Teatro Rondon Pacheco – Rua Santos Dumond, 517 – Centro – Uberlândia (MG)

Ingressos em Mega Bilheteria e no teatro a partir de 10/02das 10h às 18h de segunda a sábado

Preços: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia)

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.