Brasil traça novas metas no combate ao excesso de peso

90

Governo quer frear a obesidade até 2019; alimentação mais natural e redução de refrigerante e suco artificial são essenciais  

Mais da metade dos brasileiros estão com sobrepeso ou obesidade, de acordo com o Ministério da Saúde. Além disso, Mais de 30% das crianças entre 5 e 9 anos estão com sobrepeso e outras 15% estão obesas. Entre os adolescentes de 12 a 17 anos, 25,5% estão com excesso de peso. O problema é que esses índices não param de crescer, e os principais fatores que contribuem para isso são a redução do consumo de alimentos básicos e frescos e o grande aumento na ingestão de ultraprocessados.

Para reverter esse quadro, o Brasil foi um dos primeiros a assumir compromissos para a redução das taxas de excesso de peso dentro da “Década da Nutrição” proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O país traçou três metas até 2019: deter o crescimento da obesidade na população adulta; reduzir em 30% a ingestão de refrigerantes e sucos artificiais; e aumentar em 17,8% o consumo de frutas e hortaliças.

“A sociedade vende uma ideia de que é difícil fazer uma salada e manter frutas em casa. Existe uma cultura de que a alimentação mais natural é difícil, não é prático, nem rápido, além de ser caro, mas tudo isso são mitos que fizeram com que os brasileiros aumentassem o consumo de industrializados, o que prejudica muito a saúde e leva ao sobrepeso e a obesidade”, explica a nutricionista da Clínica LEV especializada em controle de peso, Ana Cristina Tomaz.

Metas importantes

Para a nutricionista, as metas traçadas pelo governo são essenciais. “Frear a obesidade adulta é muito importante, porque isso vai mexer com os hábitos alimentares da família e, consequentemente, vai conseguir frear a obesidade infantil,” disse Ana Cristina, que também reforçou a importância da mudança de uma postura cultural na sociedade.

“Sobre o refrigerante e o suco artificial, o foco é diminuir o consumo de açúcares e corantes. Muita gente pensa que consumindo o diet, sem açúcar, não tem problema, mas tem sim, porque tem excesso de corante, de adoçante e outros componentes artificiais que fazem mal pra saúde. As pessoas têm medo de comer uma fruta e engordar, mas não têm medo de beber um refrigerante zero. É preciso acreditar no poder do alimento como fonte de nutrientes e não no alimento processado. Precisamos comer mais saudavelmente e quanto mais natural, melhor”, completou.

Excesso de peso no Brasil

59,8% das mulheres adultas estão com excesso de peso

57,3% dos homens adultos estão com excesso de peso

25,2% das mulheres estão obesas

17,5% dos homens estão obesos

25,5% dos adolescentes de 12 a 17 anos estão com excesso de peso

Entre as crianças (entre 5 e 9 anos)

  Excesso de peso Obesidade
1974 1989 2009 1974 1989 2009
Meninos 10,9% 15% 34,8% 2,9% 4,1% 16,6%
Meninas 8,6% 11,9% 32% 1,8% 2,4% 11,8%

**Fonte: Ministério da Saúde

You might also like More from author

Comments are closed.