CDL apoia as reformas da Previdência e Trabalhista

57

emprego-33-1-1A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Uberlândia esclarece que é a favor das reformas da Previdência e Trabalhista em discussão no Congresso Nacional, por isso orienta que o setor de comércio e serviços funcione normalmente nesta sexta-feira, 28 de abril. A CDL respeita as manifestações populares e as consideram necessárias para a manutenção de um regime democrático. No entanto, num momento ainda de grave crise econômica, com aumento do desemprego e um cenário em que muitas empresas estão encerrando suas atividades em definitivo, não seria prudente paralisar o comércio durante um dia inteiro.  Especialmente depois de duas semanas consecutivas de feriados prolongados e um terceiro feriado nacional se aproximando num período inferior a 20 dias. Some-se a isso, outras 15 datas entre feriados e pontos facultativos ao longo de 2017, o que causa grande impacto na atividade econômica do Município, do Estado e do País.

A CDL Uberlândia deixa clara a sua preocupação com os rumos do país e defende a implantação de reformas urgentes e consistentes, apesar de entender a necessidade de melhoria nos projetos apresentados. Tanto é que apresentou, em reunião com o deputado federal Tenente Lúcio (PSB), realizada na sede da entidade em março, sugestões de alteração em artigos da CLT ou a criação de mecanismos que evitem a “indústria de ações trabalhistas” e seus efeitos nefastos. O Brasil detém hoje 98% de todas as ações trabalhistas do mundo, sendo que apenas em 2016 houve um acréscimo de três milhões de novas ações.

Outro ponto que a CDL se posiciona contrária é com relação a cobrança do imposto sindical obrigatório aos empregados que não são sindicalizados. Até o Tribunal Superior do Trabalho já deu seu parecer sobre a questão, posicionando-se contra o pagamento.

Diante de um cenário atual hostil aos novos empreendimentos e de uma crise agravada sobretudo pelo momento político vivenciado pelo país, a CDL defende a continuidade da força-tarefa da Operação Lava Jato, e espera que a força de trabalho e as boas práticas sensibilizem os nossos políticos em Brasília a avançar nas reformas que vão colocar o país novamente nos trilhos do desenvolvimento.

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.