Empresas sinalizam crescimento nas vendas em agosto

31

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que 54% dos entrevistados esperam um cenário econômico melhor para o próximo ano e 71% anseiam que a nova gestão promova mudanças em relação às diretrizes atuais. Entre as prioridades mencionadas para o presidente que assumirá em 1º de janeiro, 52% destacam a redução de impostos e 34% a queda dos juros. Em terceiro lugar, aparece o combate à corrupção (28%), seguida da diminuição da burocracia (16%). Sem dúvida, com impostos e juros menores, os consumidores também compram com um preço melhor e a tendência é as vendas aumentarem. Mas, enquanto as expectativas aguardadas a médio e longo prazo não se concretizam, os empresários sinalizam uma visão a curto prazo. De acordo com a última pesquisa feita pela CDL Uberlândia, houve crescimento nas vendas para 39% das empresas comparando aos 32% de junho e 31% de maio/18.

Dentre os segmentos que aumentaram as vendas até 5%, destacaram o setor de indústria e atacado e o setor automotivo com 16%, e na área de prestação de serviços com 21%. Já os segmentos que tiveram queda de até 5% destaca-se o de Moveis e Eletrodomésticos com 30%.

Em ralação as faixas de crescimento, 10,7% das empresas entrevistadas apontam crescimento de entre 5% e 10%, enquanto  9% sinalizam queda nas vendas também entre 5% e 10%, já 25,4% acreditam em manutenção dos resultados se comparado a julho/18.

 

 

 

 

 

 

 

You might also like More from author

Comments are closed.