Contra o Aedes Aegypti, Sinduscon-TAP se une com Prefeitura

67

 

sind20% dos focos de dengue do Brasil estão nos canteiros de obras

Muito se tem falado sobre o combate ao mosquito Aedes Aegypti, responsável pelo avanço da dengue e outras doenças graves como o zika e a chikungunya. Disposto a participar desse movimento, o Sinduscon-TAP, por meio da campanha “Não dê espaço para a dengue na sua obra”, com o apoio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura de Uberlândia tem alertado e conscientizado os trabalhadores nas dezenas de obras em construção na cidade de Uberlândia. A CCZ tem um cronograma de visitação específico para os canteiros de obras das construtoras locais. O Sinduscon-TAP distribui panfletos e cartazes para os canteiros de obras e os operários recebem dos agentes da CCZ orientações sobre os cuidados para evitar acúmulo de água parada nesses ambientes e ao mesmo tempo faz a identificação de possíveis criadouros.

Em Uberlândia mais de 40 obras de aproximadamente 16 construtoras serão visitadas. Cinco delas já receberam a consultoria do CCZ. A próxima obra a ser contemplada  será a ‘Privilégio’ da Marca Registrada Engenharia e Consultoria (Rua Tomas Martins de Campos, 77 – no bairro Jardim Brasília). A visita será dia 12 de abril, às 10h. Já no dia 17 de abril, às 13h, a obra ‘Residencial Paineiras’, também da Marca Registrada (Rua das Paineiras, 15, Chácaras Panorama) receberá os agentes de saúde.

Segundo o presidente do Sinduscon-Tap, Pedro Spina, agir no combate ao mosquito e um dever de todos. “A iniciativa é de extrema importância haja vista que de acordo com dados do Ministério da Saúde 20% dos focos de dengue do Brasil estão nos canteiros de obras. Todos são responsáveis por não deixar poças d’água no terreno e lajes que acumulam água parada, por esticar as lonas, tapar os buracos e colocar cloro em reservatórios de água no canteiro de obras, e ter atenção redobrada em relação aos recipientes que possam acumular água como carrinhos de mão, betoneiras, masseiras, por exemplo. A inciativa beneficia tanto os trabalhadores quanto os moradores do entorno das obras. É uma responsabilidade não apenas da Prefeitura, mas de cada cidadão”, disse o presidente do Sinduscon-Tap, Pedro Spina.

O coordenador do Programa Municipal de Ações para o Controle do Aedes, José Humberto Arruda disse que o trabalho consiste em identificar os possíveis criadouros existentes na construção e orientar os trabalhadores sobre os reservatórios e as formas de evitar o transmissor em canteiros de obra. “As condições para proliferação do mosquito geralmente são muito favoráveis nesse ambiente. Se os profissionais que trabalham no setor se conscientizarem ainda mais e entenderem que a sua ajuda é de extrema importância para o controle de doenças transmitidas pelo Aedes, teremos ainda mais efetividade no trabalho desempenhado em nossa cidade. Toda a comunidade é parceira e garante efetividade de nossas ações. Então, qualquer iniciativa que venha contribuir com o combate ao mosquito em Uberlândia é mais do que bem-vinda”, enfatiza Arruda.

 

 

You might also like More from author

Comments are closed.