Dia Internacional da Mulher é comemorado na CDL com debate sobre empreendedorismo

56

 

Nesta quarta-feira (8), comemorou no auditório CDL Convenções e Eventos o Dia Internacional da Mulher potencializando oportunidades empreendedoras com encontro excepcionalmente voltado para elas. Centenas de mulheres empresárias foram recebidas com um café da manhã. No foyer, empresárias de diversos ramos fizeram contatos, trocaram cartões e apresentaram seus produtos. Às 8h30, a diretora de vendas da Mary Kay, Michelle Spirandelli; a coach de imagem, Lorena Borges e a dona da Van Acessórios, Vanessa Lício levaram suas experiências de negócios e empreendedorismo para o público presente. A conversa foi mediada pela coach Fran Rodrigues e encerrou com sorteio e entrega de brindes.

 

Vanessa Lício, analista de comércio exterior e diretora da Van Acessórios, conta que após perder o emprego, decidiu dar nova roupagem ao trabalho da mãe, que vendia semijoias. “O negócio tem três anos, mas a loja está aberta há um ano. Nas últimas décadas, as mulheres têm aprendido a lidar com esse movimento do empreendedorismo, tiram tempo para planejar, conseguem se adaptar as circunstâncias, além de ter uma sensibilidade maior que a dos homens”.

 

A coach de imagem, Lorena Borges, disse que para empreender é preciso buscar informação antes de tudo abrir o negócio. “Falar de desenvolvimento é para mim um presente. Sempre gostei de aprender e ensinar, sempre acreditei no melhoramento contínuo e na capacidade que cada um tem em dar o melhor”, afirmou.

 

Michelle Spirandelli que é diretora de vendas uma das maiores empresas de vendas diretas no segmento de cosméticos e cuidados com a pele do mundo também reafirmou a busca pela informação. “Por estarem aqui, vocês estão à frente de outras mulheres. Estão trocando ideias, se capacitando. Outro requisito para ser bem sucedida é entender da estratégia do negócio. As mulheres estão ganhando espaço e abrindo seus negócios e isso é crescente”, enfatiza.

 

Michelle tem razão ao dizer que as empreendedoras estão crescendo. De acordo com um levantamento do Sebrae Minas, com base em dados do Portal do Empreendedor, o número de formalizadas que trabalhavam por conta própria saltou de 1,3 milhão, em 2013, para 3 milhões, em 2018, um aumento de 124%.

 

“O auditório lotado é uma demonstração de que a interatividade e o debate sobre empreendedorismo é interesse das mulheres, elas estão ativas no mercado de trabalho e ainda mais representativas nos cargos de liderança em áreas antes ocupadas majoritariamente por homens. Na CDL, os cargos de coordenação e gerência são ocupados atualmente por mulheres e percebemos essa ascensão dentro e fora de empresas”, afirma a superintendente da CDL Uberlândia, Lécia Queiroz.

 

O Café Só Delas foi realizado pela CDL Uberlândia, Fundação CDL, Sebrae e a ONG SOS Mulher.

 

 

You might also like More from author

Comments are closed.