Economia criativa tem espaço na 1ª Virada Cultural de Uberlândia

67

 

12960053_1161723387203093_821363336_nPara driblar o período de instabilidade econômica, a alternativa foi usar criatividade. Qualquer talento ou facilidade em desempenhar uma atividade pode ser uma ferramenta interessante nesse momento.  Em Uberlândia, já existem diversas iniciativas de economia criativa atuando no mercado e algumas dessas propostas estarão presentes na 1ª Virada Cultural, denominada Cultura em Movimento, que acontece nos dia 26 e 27 deste mês, no Teatro Municipal. Além de dar oportunidade para artistas locais, o evento também terá a participação de empreendedores da cidade que trabalham com arte.

Um exemplo de economia criativa é a Feira da Dona Coisinha. Serão 30  profissionais independentes em áreas, como artesanato, design, gastronomia, botânica, moda e artes. Para uma das organizadoras da Feira, o intuito é agregar e potencializar as ideias de varias pessoas. Ela ainda ressaltou a importância de participar da Virada Cultural- Cultura em Movimento. “Num momento como esse, as pessoas encontram dentro de si um talento que às vezes nem sabiam que tinham, para encontrar soluções criativas de enfrentar a crise”, disse a artesã Nathalie Palomares.

Obras de pinturas em óleo sobre tela, desenhos,  esculturas, produções em grafite farão parte da exposição de artes visuais que acontecerá dentro do teatro e também no espaço externo. A  exposição “Retratos poéticos de Uberlândia”, do Núcleo de Artes Visuais da Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub), projeto vinculado ao Programa Empreender levará mais de 30 obras com referências a personalidades e patrimônios históricos que foram produzidas por 12 artistas.  Todos os artistas comercializarão as suas obras de arte.  “Essa ideia cumpre a função de levar a arte para todos os públicos e possibilita que o observador também possa adquirir os trabalhos que mais gostou”, destacou Elder Lima, consultor do Programa Empreender, da Aciub.

“É importante que os artistas possam ‘vender’ suas obras, fazer contatos com potenciais parceiros. É uma oportunidade de divulgação de sua arte e de seus projetos”, enfatizou Carolina Miranda, gerente de eventos da Viva Marketing, responsável pela realização do evento.

Para Fabiana Queiroz, analista do Sebrae em Uberlândia, o evento vai oferecer apoio ao entretenimento e à oferta cultural na cidade. “A Virada Cultura vem para valorizar os destaques culturais da nossa comunidade. Além disso, é uma ótima oportunidade de vitrine para aqueles que produzem sua arte como empreendedores, não apenas para o retorno financeiro, mas, como realização pessoal”, arrematou.

 

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.