Em 2020, 80 milhões de pessoas terão glaucoma no mundo, segundo OMS 

88

A doença é considerada a principal causa de cegueira irreversível

Próxima da data de conscientização ao Glaucoma – o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma-, comemorado no dia 26 de maio- dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) têm assustado oftalmologistas de todo o mundo. Segundo a pesquisa, em 2020, 80 milhões de pessoas terão glaucoma no mundo, e em 2040 mais de 111 milhões.

A doença é caracterizada pelo dano ao nervo óptico, estrutura responsável por levar a informação visual até o cérebro. Estas lesões, quando não tratadas, causam perda progressiva e irreversível da visão. Ainda segundo a OMS, o glaucoma é a segunda maior causa de cegueira no mundo, ficando atrás apenas da catarata, sendo a segunda, reversível.

“O Glaucoma, na maioria das vezes, é causado pelo aumento da pressão intraocular, mas não há uma causa específica que explica esse aumento. Diversos fatores como história na família, miopia, raça, traumas ou até uso de corticoide podem influenciar nesta condição”, explica o oftalmologista Dr. Fauze Abdulmassih.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Glaucoma, a estimativa é que 3% da população acima de 40 anos tenha glaucoma. Além disso, quando já há casos na família, o risco de desenvolver o Glaucoma é maior. “É uma doença muito silenciosa e quando começa a apresentar sintomas, como a redução da visão, é porque já está em estado avançado. Então, a prevenção será sempre a melhor alternativa. Apenas um exame detalhado com o médico oftalmologista pode detectar a doença”, ressalta Fauze.

O oftalmologista finaliza lembrando que apensar de o Glaucoma não ter cura e a visão perdida não ter como ser recuperada, há diversos tratamentos que podem proporcionar uma melhor qualidade de vida ao paciente.

 

You might also like More from author

Comments are closed.