Em Sociedade 

28

Para refletir

Schwartz
M

Uma das pessoas que começou carreira artística em Uberlândia é o coreógrafo e bailarino Wagner Schwartz. Como outros, depois de consolidar carreira por aqui, onde vive sua família, alçou voos e hoje segue em pesquisa e produções pelo país e em nível internacional. É ele quem estará no grandioso Festival de Teatro de Curitiba, com uma oficina gratuita. Sua oficina no megaevento paranaense será entre os dias 7 e 9 de abril.

Em Pernambuco

A empresária Magda Ferreira foi descansar em terras pernambucanas. Deu uma pausa nas suas atividades à frente da sua clínica Spazio e partiu essa semana com a família rumo a Cabo de Santo Agostinho.

Lançamento

Tarde super agradável a de sexta no lançamento da nova coleção da Bazar original . As peças estão lindas e o encontro sempre muito agradável. Destaque para as delícias da quituteira Katia Lenza, servidas durante toda a tarde

Spanish

No dia 18 haverá uma tarde de muita alegria, descontração, com degustação de comidas e bebidas espanholas, apresentação musical de flamenco e outros ritmos hispânicos, além de workshops culturais. Tudo em espanhol! Aberto a todos que se interessam pela cultura e língua espanhola. E, se der sorte, ainda pode ser contemplado com bolsas de estudo na Espanha. 

Pimenta refresco

Ai, que preguiça nos dá pessoas que não retornam aos seus clientes, parceiros e fornecedores. O eterno, problemático, enfadonho e provinciano exercício dos pequenos poderes. Quase sempre isso acontece por que a pessoa em questão se envaidece da posição que ocupa e acaba esquecendo a verdadeira razão por que está ali. Se alguém é contratado para uma posição estratégica, na qual estará a serviço das pessoas que têm interlocução com aquela empresa que o contratou, o mínimo que se espera dela é que seja atento, prestativo e educado com as pessoas que o procuram. Mas, no geral, acontece quase sempre o contrário. Uma vez lá, e sem deixar que seus empregadores percebam, a pessoa torna-se esnobe, indiferente e mal educada com as pessoas que procuram a empresa por seu intermédio. Com isso, acabam indo pelo ralo boas oportunidades de negócios e parcerias. Mas, internamente, age como se fosse um poço de competência. E o marketing que deveria estar proporcionando para os seus contratantes transforma-se futilmente em marketing pessoal. Que preguiça desse provincianismo! Uberlândia já merece que suas empresas tenham interlocutores maduros, comprometidos e dispostos a uma interlocução inteligente.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.