Em Sociedade

193

“PRECISAMOS ENTENDER QUE A VIDA PASSA E NÃO VAI DAR TEMPO DE FICAR PRONTO ANTES DE VIVER…TEM DE IR SE ACOSTUMANDO PELO CAMINHO” SI CAETANO

Primeira coluna do ano e eu me esbaldando de rir de ver gente causando na internet, polemizando em cima de cores, torcendo contra, torcendo a favor…gente querendo ver o barco navegar, outros ele afundar.. Enfim, a vida segue.. o ano é novo. Apesar das mudanças, nada mudou. E a gente vai, no fluxo da nossa capacidade e da nossa coragem. Desejo a todos um feliz 2019, seja quem for, venha de onde vier, vista o que vestir. E confira aqui onde algumas personalidades uberlandenses passaram o ritual festivo de virada do ano ou nos últimos dias de 2018.

“QUALQUER COISA QUE VOCÊ POSSA FAZER OU SONHAR, VOCÊ PODE COMEÇAR. A CORAGEM CONTÉM EM SI MESMA O PODER, O GÊNIO E A MAGIA” JOHANN GOETHE

Selma Pergher e Cíntia Guimaraes organizaram festão na represa de Miranda, no condomínio onde tem casa para os amigos . Na sexta, teve show com a banda Venosa e no sábado a animação ficou a cargo de um DJ . Passaram por lá Fatinha e Dilson Dalpiaz , Fabiane e Eduardo Cunha, entre outros casais da nossa tradicional sociedade.

Denise Amancio e Selma Perguer durante Réveillon em Miranda
Da sociedade uberabense Maisa Lemes , com Denise Amancio e Tunica Barbosa

Também passaram por lá o vice-prefeito Paulo Sérgio e sua esposa Cárita , Cíntia Porto e Betinho Silveira, Mel Dias, Alba Pergher, Priscila Mariano, Bárbara Dal Pont, Denise Amâncio, Tunica Barbosa, o deputado uberabense Franco e sua esposa Maísa Lemos, entre outros convivas.

“NÃO TENHA MEDO DE SER DIFERENTE, TENHA MEDO DE SER IGUAL A TODO MUNDO.” AUTOR DESCONHECIDO

As irmãs Eliane e Eleusinha e família , seguiram a tradição de reveillon à beira mar. A festança foi no condomínio Verdes Mares, no litoral nordeste do País, em casa de praia da família em Porto Seguro.

As irmãs Garcia Eliane e Eleusinha

“SE VOCÊ PUDESSE COMER AS PRÓPRIAS PALAVRAS, A SUA ALMA SERIA NUTRIDA OU ENVENENADA?” AUTOR DESCONHECIDO

O decorador Danillo Camargos e o chef Diogo Lage reuniram alguns amigos na virada do ano no Hotel Tauá, conhecido também como Grande Hotel do Barreiro, na vizinha Araxá.

“NADA NO MUNDO É MAIS PERIGOSO QUE A IGNORÂNCIA SINCERA E A ESTUPIDEZ CONSCIENCIOSA.” MARTIN LUTHER KING

Marília Lazarini passa férias com o marido Antônio Carlos Fois , e os filhos em Jericoacara. Chega nos próximos dias apressadíssima, apenas para trocar as malas, deixar os filhos e trocar o sol pelo frio, partindo para uma emocionante temporada em Roma.

Marilia e Fois com a filha Maria Vitória e o filho Hugo .

“A MEDIDA DO AMOR É AMAR SEM MEDIDA.” SANTO AGOSTINHO

Silvia Naves passa dias de férias com as crianças e o marido, Gleison Rodrigues, no Rio de Janeiro. Quem chega por lá no início do ano e a mãe dela, Góia Naves, e o fotógrafo Roberto Chacur. A família mantém apartamento na cidade maravilhosa.

O querido casal Silvinha Naves e Gleicinho com a filha Juju .

“LUTAR PELO AMOR É BOM, MAS ALCANÇÁ-LO SEM LUTA É MELHOR.” WILLIAM SHAKESPEARE

Huguinho Magalhães passa férias na Califórnia, com sua esposa, Viviane Son , dona da marca feminina Talie.

“TENTE MOVER O MUNDO – O PRIMEIRO PASSO SERÁ MOVER A SI MESMO.” PLATÃO

A família Galassi, diga-se Rejane e Sérgio com a filha Patrícia , genro e netos, passou a virada do ano na casa de veraneio quem mantém em Três Ranchos.

O casal Rejane Galassi e Sérgio Ribeiro com a filha Patrícia , genro e netos .

“NÃO CORRIGIR NOSSAS FALHAS É O MESMO QUE COMETER NOVOS ERROS.” CONFÚCIO

E vamos fechando a primeira coluna do ano com uma leve alfinetada , um “Pimenta refresco ” sem muito ardor , apenas para alertar alguns jovens em início de carreira e de vida também, sobre os riscos da imaturidade.

Mais do que dar uma alfineta em alguém, o Pimenta Refresco de hoje vale mais como uma reflexão para todos nós. Temos visto muitas baixas neste planeta. Pessoas, surpreendentemente, morrendo antes do tempo, se é que existe um tempo para isso. Mas o que é preciso refletir é sobre o quanto as pessoas atravessam a vida aqui na terra, mergulhadas em valores supérfluos, em coisas fúteis como a materialidade e o apego a status social. Tem muita gente, mas muita gente mesmo, que investe tempo, dinheiro e energia para se ver reconhecida publicamente. E, às vezes, esse reconhecimento nem passa por algum talento, por algum valor que a pessoa tenha, mas só pela projeção social. De querer ser o mais popular. E em tempos atuais, com o consumo das redes sociais, está se transformando numa doença crônica. Uma necessidade desvairada de ser uma figura pública, de ser reconhecida nas ruas e apontada como alguém “importante”. Importante por quê? Qual o trabalho em que ela se destaca mesmo? Qual a importância dela, na real? As pessoas estão ficando cada dia mais surtadas com essa história de serem “famosas”. E isso, a meu ver, é até perigoso. A pessoa vai perdendo, se é que algum dia teve, o caráter. E parece que elas não sabem que esse deslumbramento se encerra em si. Nada disso fica para a posteridade. Quando cada um de nós se for, o que permanecerá é a história verdadeira que construímos e não a ilusão que as pessoas têm de nós. Evoluir é ter consciência das coisas importantes da vida, e, em inúmeras vezes, elas são as mais simples. Lembre-se sempre que quem realmente tem valor, não precisa desse desespero todo para ser reconhecido. Fica a dica!

Um lindo 2019 para todos nós, com verdade e muita emoção!

You might also like More from author

Comments are closed.