Em Sociedade

381

Força

É, não está sendo fácil. Mas, vejo as pessoas cada vez mais comprometidas com o bem estar coletivo. Na semana passada, publiquei sobre como algumas pessoas estavam passando a sua quarentena em casa. Hoje, já que as pessoas estão pensando mais no coletivo, vou mostrar algumas pessoas pedindo ajuda. Penso que é hora de cuidarmos não somente da imunidade, mas também da humanidade. Tudo isso vai passar. Fiquemos todos bem!

Roosevelt

A Pastoral Social Mãos à Obra, da paróquia São Judas Tadeu, zela por 39 famílias do bairro Roosevelt e bairros adjacentes. E está recebendo donativos para ajudar nessa missão, dificultada pelos tempos sombrios que estamos vivendo. A igreja fica na praça Lincoln, 70, no bairro Roosevelt.

Aclimação

Também a Casa Santa Gemma está passando por dificuldades em decorrência do Coronavírus. A casa cuida de várias famílias e ainda presta assistência às pessoas em situação de rua. A instituição fica na rua José Flores, 351, no bairro Aclimação e também recebe doações diretamente na conta bancária: Caixa Econômica Federal, agência 3152, operação 013, conta poupança número 12457-2, em nome da Missão de Acolhimento Fraterno dos Povos de Rua, sob CNPJ nro. 07766923/0001-06.

Empresa

A empresa ITV Urbanismo também lançou a campanha Impacto Solidário, com a meta de atender 345 famílias. A ITV atua com amparo aos projetos sociai Estação Vida e Ação Moradia.

Juntos por Uberlândia

A sociedade civil organizada – por meio de empresas, entidades, poder público e comunidade, se uniu com a criação do grupo ‘Juntos por Uberlândia’, domingo, 22 de março. O desafio inicial do ‘Juntos por Uberlândia’ é contribuir com a arrecadação de recursos para a manutenção de aparelhos respiratórios do Hospital de Clínicas da UFU e aquisição de três novos respiradores a serem disponibilizados para a Secretaria Municipal de Saúde, além da importação e doação de equipamentos de proteção individual (EPI) e a impressão em 3D de válvulas para respiradores e capacete com acetato. Qualquer pessoa ou empresa pode apoiar esta campanha com doações de até R$200,00 por meio do site juntosporuberlandia.com.br ou para valores maiores via transferência bancária para a conta do Instituto Projeto de Vida (CNPJ: 31.844.072/0001-49), no Banco Itaú (341), agência 7677, conta corrente 04282-7.

Em domicílio

Outra forma de ajudar é privilegiando as empresas locais, principalmente os pequenos comerciantes, ao pensar no seu delivery. Deixo aqui algumas sugestões: há muitos pequenos produtores vendendo legumes e verduras em casa, produzidas em chácaras dos arredores. E há também saborosos sanduíches artesanais sendo vendidos, com entregas em domicílio, por bares como Alfaitaria, Tapas, Vinil Cultura Bar, entre outros. Podem também ser retirados no balcão. O público também pode pedir os pratos das marcas famosas como Potiguar, Kizashi , Outback e Coco Bambu, entre outras, por delivery, via aplicativo iFood.

Congelados

E se você preferir encher o freezer com massas ultra saborosas, recomendo a Piovezan, que tem variedade de congelados feitos sob encomenda, como nhoques de várias sabores, canelones, lasanhas, rondeles, pizzas, etc., além de espaguete e talharim, que podem ser encomendadas, também com entrega em domicílio, pelo zap 9 2000-6204.

Sucesso

E no meio de tanta notícia ruim , essa semana recebi uma que me alegrou bastante . Mais uma bela capa de revista com circulação em nível nacional com fotografia assinada pelo querido Hick Duarte, que tantos cliques presenciei aqui em Uberlândia. Ele, agora radicado em São Paulo, acaba de fazer um ensaio com a cantora Ivete Sangalo, que estampa a capa da edição de número 500 da revista Vogue. Parabéns a esse talentoso fotógrafo, que está se especializando em fotografar celebridades.

Orientações

Buscando apresentar soluções mais concretas a seus clientes, a CDL Uberlândia disponibiliza aos seus associados uma mentoria gratuita com consultores em Gestão de Negócios. O atendimento dura cerca de 1 hora e é realizado totalmente online para a segurança do participante.

Tô dentro

Voluntários que estão se doando, sem nenhum retorno financeiro, para ajudar nesse momento difícil, como artistas, alguns oferecendo apresentações virtuais gratuitas, e pessoas que se dispuseram a costurar máscaras sem cobrar um tostão por elas.

Tô Fora

Pessoas que fizeram piadinhas de gosto duvidoso, principalmente usando o coronavírus como tema, para “comemorar” o dia 1 de abril, conhecido como o Dia da Mentira. Péssima ideia nesse momento.

Pimenta refresco

Tudo bem que as pessoas estão meio aflitas com essa onda do coronavírus. E é importante também que todos estejamos muitíssimo bem informados. Mas, esse é o papel da imprensa e não de todos os cidadãos brasileiros. Parece que todo mundo agora está se achando jornalista. Posta instantaneamente a avalanche de notícias que lhe saltam aos olhos. Será que não há espaço para otimismo entre as pessoas? Como um amigo postou, poucos dão notícias daqueles que sobreviveram ao vírus, falam apenas dos que morreram. Não seria o momento de a gente buscar coisas positivas pra alimentar a esperança de todos? Fico chocada com algumas pessoas que parecem ter prazer ao anunciar a tragédia, que focam o tempo todo nas coisas ruins que estão acontecendo, deixando as pessoas ainda mais afligidas. Peço a essas pessoas que deem um descanso à mente. Se para elas, é saudável alimentar o pânico, muitos que estão confinados em casa desejam e precisam de estímulo para atravessar este momento. Façam como os artistas, vários deles trazendo alegria e esperança por meio da arte. Não seja oportunista, movendo-se pela vaidade de se imaginar atingindo o ápice da popularidade esparramando o lado ruim desse momento, por si já bastante difícil pra todo o mundo. Faça a autocrítica. Relaxe (no bom sentido). E deixe as outras pessoas relaxarem também. Com equilíbrio e cooperação de todos, a gente vence essa batalha.

You might also like More from author

Comments are closed.