Em Sociedade

365

Emergência

Entrou em funcionamento nessa semana o hospital Santa Catarina, empreendimento particular que estava fechado e foi reativado pela Prefeitura Municipal de Uberlândia para ser um espécie de anexo do Hospital Municipal, por enquanto direcionado exclusivamente para o tratamento das pessoas infectadas com o Covid 19. O movimento Juntos Por Uberlândia, por meio de campanhas, conseguiu doar três respiradores para o hospital, que já tem nove destes equipamentos imprescindíveis para o tratamento. E assim a gente vai vencendo a batalha, com união, solidariedade, isenção política e, acima de tudo, o isolamento social. Depois da vitória final, a gente vai celebrar a vida com muito mais alegria, com muito mais contentamento e com muito mais consciência e disposição. Sigamos na luta!

Quarentena

Também nessa semana, o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão Carneiro, concedeu entrevista autorizando a parte do comércio da cidade o retorno às atividades. Além dos serviços essenciais, cujo funcionamento já estava liberado, lojas de informática, de assistência técnica, de embalagens, imobiliárias, salões de beleza e barbearias poderão voltar ao atendimento nos próximos dias; Obviamente, as medidas de higiene e segurança deverão ser reforçadas e estes estabelecimentos oferecer máscaras e álcool em gel aos seus clientes.

Em Minas

E em todo o estado de Minas foi regulamentada a lei que obriga o uso da máscaras. Todos os órgãos, entidades e estabelecimentos contemplados pelo projeto de lei deverão fornecer as máscaras e os demais itens de prevenção e proteção gratuitamente aos seus funcionários. Também deverão ser disponibilizados nesses ambientes outros recursos necessários para a prevenção da pandemia causada pelo coronavírus, enquanto perdurar em Minas Gerais o estado de calamidade pública causado pela doença.

Em Uberlândia

Também uma lei municipal faz obrigatório o uso de máscaras. No art. 6º diz que “..todas as pessoas ao saírem de casa ficam obrigadas a utilizarem máscara não profissional.”. Essa lei entra em vigor a partir dessa segunda-feira. Ela prevê multa no valor de R$ 300,00 para quem descumpri-la, e o dobro do valor em caso de reincidência.

Mais Minas

Os mineiros também podem ajudar a driblar as adversidades no enfrentamento ao coronavírus. A Cemig lançou uma campanha na qual doa R$5,00 para hospitais públicos do estado por cada cliente que se cadastrar no site. É um jeito simples e fácil de ajudar nesse momento, sem ter que sair de casa.

Na telinha

O apresentador Deds estreia novo programa na Band Triângulo. Com o nome de D Tudo Um Pouco, vai ao no fim das tardes de sábado, sempre às 18h50. Desejo sucesso à equipe e ao apresentador.

Pagode

O cantor araguarino Sudário lançou, na semana passada, seu novo projeto, o Pagodeira do Sudário, com quatro músicas inéditas: Superando as Expectativas, Esquece, Beijou de Olho Aberto e Pesadelo. Todas elas estarão disponíveis em todas as plataformas digitais e no Youtube.

Máscaras

O Uberlândia Shopping, embora com as atividades lojistas paralisadas, continua trabalhando e tentando colaborar ao máximo nesse momento difícil. Nessa semana fez essa semana doação de 1.600 máscaras para a Unidade de Pronto Atendimento UAI Roosevelt, como parte das ações do empreendimento no combate ao coronavírus.

Lembrete

Mesmo o mundo inteiro sob a ameaça dessa nova doença, há outros tratamentos que não podem parar. O Hospital do Câncer em Uberlândia continua trabalhando para atender seus mais de 8.500 pacientes. Com a rápida disseminação do novo coronavírus (COVID-19), as doações voltadas para auxiliar na atuação do Hospital na luta e no combate ao câncer diminuíram consideravelmente, mas o tratamento aos pacientes oncológicos não pode ser interrompido. Portanto, continue focado também nessa causa. O Hospital do Câncer conta com você.

Roberta Campos

Na próxima sexta-feira, 24, através do formato de vídeo ao vivo no Instagram, será realizada live musical aos seguidores do perfil do Uberlândia Shopping nas redes sociais, com a cantora Roberta Campos. A ideia, desenvolvida em parceria com a Quatro Estações, é entreter o público que deve permanecer em casa, devido às medidas de proteção para conter o novo coronavírus (COVID-19).

As “lives”

Em tempos de reclusão social, as “lives” estão preenchido o vazio e amenizando o tédio das pessoas. Nesse sábado bombaram nas redes os shows, sobretudo o do nosso Alexandre Pires, que não economizou esforços para agradar os fãs em show longo, com vasto repertório e esbanjando simpatia. Muito elogiado também foi o mega encontro – virtual, of course – de feras da música internacional. O bacana de tudo isso é que a maioria dos shows arrecada contribuições voluntárias, boa parte delas destinada às ações de combate ao coronavírus. E parece que vêm muitas novas “lives” por aí. Viva os artistas!

Tô dentro

Nunca é demais elogios às pessoas que estão na linha de frente dessa quarentena, sobretudo aos médicos e enfermeiros, mas também outros profissionais. Precisou de remédios? Há sempre alguém no balcão da farmácia para atendê-lo. Precisou de alimentos? Também há profissionais para te atender na padaria, no mercado e tudo que seja essencial. Chamou o táxi ou o Uber? Muitos são os motoristas se expondo nas ruas para garantir os deslocamentos indispensáveis.

Tô fora

Extremismos. Principalmente neste contexto pavoroso de ameaça do coronavírus, há gente que radicaliza e pega pesado na defesa de seus argumentos. Isolamento total ou não? Há razões fortes de quem defende um ou outro. Está bem chato isso de politizar as opiniões. E mais chato ainda é o posicionamento de dono da verdade que alguns adotam. Vamos tentar ser um pouco mais lúcidos, parar de pensar por conveniência, por que o assunto é sério.

Pimenta refresco

É muito feio quando alguém se aproveita das fragilidades humanas para destilar ódio ou tramar vinganças. Por mais que haja ressentimento em relação a alguém, é muita covardia aproveitar-se de um deslize ou de uma fraqueza da pessoa para expô-la publicamente, por mais que ela erre feio, por mais que o seu erro seja vergonhoso e humilhante. Quem se aproveita disso, na verdade, tem telhado de vidro. Demonstra, de cara, que é capaz de errar tanto quanto ele. E não vale a pena, em nome de uma vingancinha, potencializar o erro de terceiros. No mais, quem de nós não tem seus segredinhos guardados no armário? Quem de nós não age às vezes sem pensar? Quantos impulsos já tomamos, amargando depois o arrependimento? O erro que o outro comete é exclusividade dele? O que sabemos da honestidade ou desonestidade de alguém? Quanto conhecemos da história e das razões de cada um? Acima de tudo, ninguém é perfeito. Quem faz uso das imperfeições alheias para posar de perfeitinho é por que não tem espelho. O mundo já está muito doente. Não precisa de mais maldade e de mais sadismo. Portanto, por mais que alguém tenha te ferido, não queira vingar-se em cima de atos falhos. Todo ato tem sua consequência. Não precisa dar nenhum “empurrãozinho”.

You might also like More from author

Comments are closed.