Em Sociedade

209

Alerta

Tudo bem que, aos poucos, a cidade esteja voltando ao normal e a roda da economia voltando a girar na tentativa de minimizar os impactos do coronavírus na vida de todos. Mas, eu disse “vida” e, portanto, ela é o mais importante e deve ser priorizada. Inicio a coluna de hoje fazendo este apelo às pessoas: tomem muito cuidado. Temos exemplos no Brasil e no mundo de relaxamentos que acabaram em tragédia. Sigam as recomendações, usem máscaras, não se aglomerem apenas por lazer, descontaminem suas casas, seus carros, suas roupas, seus objetos. A quarentena não acaba com o vírus, apenas posterga a sua proliferação para evitar colapso na rede de saúde. Quanto mais adiado for o pico da doença, mais significa que o isolamento está dando certo. Fiquem atentos, preservem a vida, a sua e as de quem você ama. Queremos estar juntos de você daqui a algum tempo. Mas, isso só depende do aqui, do agora e dos cuidados que você tomar. Uma boa semana a todos!

Reinvenção

Essa é a palavra chave para os tempos de pandemia que estamos vivendo. Há muitos empreendedores testando a criatividade e fazendo uso de meios alternativos para se garantir no mercado. O Uberlândia Shopping, cujo funcionamento foi liberado para a partir dessa semana, criou o sistema drive thru, para garantir aos consumidores e lojista o atendimento sem riscos à saúde. Apresentou também dois shows on line, ao vivo, nas duas últimas sextas. Agora, retorna às atividades, com o horário limitado e as medidas de segurança necessárias, mas acena com novidades para os que irão se manter em isolamento social, fazendo do shopping um lugar cada vez mais próximo das pessoas, ainda que à distância.

Outros exemplos

Além do Uberlândia Shopping, há também outras empresas, como supermercados e restaurantes, não poupando esforços em atender bem sua clientela nestes tempos difíceis para todo o mundo. Os supermercados D´Ville criaram o aplicativo D´Ville em Casa. O charmoso restaurante Alameda, para atrair a clientela, lançou novos produtos, como o pão recheado que está fazendo o maior sucesso. O Zenaide aproveitou a pausa para dar um upgrade no espaço, que está sendo reformado. E assim a vida segue, sem cruzar os braços ou esperar que outros nos salvem. Isso é empreendedorismo.

Veterana
Hoje, domingo, 26, há uma “live” da atriz Eva Wilma. Ela adaptou o seu espetáculo “Casos e Canções” e faz, direto de sua casa, às 21h30, a “live” com leitura de textos, improvisações e poesias de Ferreira Gullar. No recital “Casos e Canções”, ela contava histórias de sua carreira intercaladas por músicas de compositores brasileiros. Onde ver: @culturaemcasa. Veja em www.culturaemcasa.com.br.

Comércio

A CDL Uberlândia auxilia as empresas a formalizar o processo de liberação escalonada de suas atividades durante a pandemia. Disponibilizou em seu site acesso ao Termo de Responsabilidade que deve ser devidamente preenchido, assinado e entregue diretamente no Ministério Público. E, também, o termo de compromisso para assinatura dos funcionários das empresas, sendo este um documento para resguardar a empresa, portanto recomendável assinatura. No atual momento, os cuidados de cada empresário devem ser redobrados. Todas as providências necessárias para preservar a saúde de seus funcionários e daqueles que adentram as suas acomodações devem ser adotadas.

Eventos

Aconteceu nesse fim de semana uma carreata com a bandeira de retorno dos eventos na cidade. Aí, na minha opinião, faltou o bom senso, não? Que seja o setor que primeiro parou, mas deve ser o último a retornar. Pedir aglomeração de pessoas nesse momento não faz o menor sentido. Assim como não faria sentido nenhuma promessa de retorno com medidas de prevenção. Dá pra entender o desespero. Mas, como dito, tem de ter bom senso. Não é hora disso. Pronto, falei!

Positividade

O Instituto Algar lançou a plataforma “Ações que transformam”. A plataforma tem o objetivo de propagar as boas ações que acontecem em todo o Brasil, reunindo iniciativas que fazem o bem para uma comunidade, animais, escola, em prol do ambiente e entre outras. Para participar, a pessoa precisa apenas cadastrar a boa ação no portal www.acoesquetransformam.com.br ou postar uma foto no Instagram (se o perfil for aberto) com a #acoesquetransformam na legenda. o Instituto também criou, dentro da plataforma, o “Transformômetro”. Este é um espaço que vai contabilizar boas ações como forma de mostrar que o mundo está cheio de boas iniciativas.

Apoio

A Algar Telecom, em parceria com o Sebrae Minas, desenvolveu quatro pacotes com conteúdos especializados em estratégia, finanças, vendas e marketing digital. O benefício é gratuito e vai ajudar as micro e pequenas empresas a desenvolverem novas habilidades. A ideia é que pequenos empreendedores possam encontrar soluções criativas e garantir a sustentabilidade de seus negócios em meio à crise do novo Coronavírus.

Tô dentro

A rede de solidariedade se instalando em todo o mundo para ajudar as pessoas com maiores dificuldades e/ou menos poder aquisitivo, nesta época de pandemia. Tá bonito de ver. Muitos se uniram para conseguir doações diversas, outros confeccionam máscaras para doar às pessoas e instituições. Houve até cidades em que entidades de classe captaram doações na iniciativa privada para as famílias de milhares de associados. Enfim, a evidência de que o mundo não está tão perdido e ainda há humanidade entre as pessoas.

Tô fora

Gente maluca e desorientada que coloca a vida em risco, a sua e a dos outros. Fiquei chocada ao presenciar e também ficar sabendo de bares lotadíssimos , muita gente indo na direção contrária às orientações da OMS, subestimando a ameaça do vírus, minimizando os riscos e incitando as pessoas a quebrarem a quarentena. A isso, dá-se o nome de insanidade. Povo maluco. Valha-me, Deus! Será que a ficha só vai cair quando a doença estiver bem próxima dessas pessoas e até mesmo levar um dos seus?

Pimenta refresco

As pessoas devem aproveitar esse momento para saírem de seu quadrado. Não estou incitando ninguém a quebrar o isolamento social. Ao contrário, recomendo é que aproveite ao máximo esse tempo de isolamento, para quando sair lá fora, sair de verdade e por inteiro. Falo para uns que precisam deixar de achar que o mundo gira ao seu redor. Quando a vida retornar ao normal, é bom que tenham aprendido a lição: o mundo é coletivo. Daí, comece a prestar atenção nas pessoas que você não presta atenção; comece a responder aquela mensagem que você nunca responde; a chegar pontualmente naquele compromisso que você mesmo marcou; a não deixar ninguém esperando por você como se o tempo da outra pessoa tivesse menos valor que o seu; a olhar com mais discernimento para o talento que tem à sua frente mas você nunca o enxerga como deveria; a respeitar aquela opinião diferente da sua mas que pode ser a certa e você estar errado, a ser mais generoso com as pessoas que vão fazer multiplicar a sua generosidade. Quando o isolamento acabar e você sair para as ruas, saia por inteiro, não com o ser escondido e/ou fragmentado como tem sido até agora.

You might also like More from author

Comments are closed.