Em Sociedade

428

O amor nos tempos do Corona

O amor foi celebrado pela criatividade na sexta-feira. Pipocaram nas redes da internet oferta de presentes criativos e surpreendentes. E as pessoas, juntas ou separadas, se adequaram ao que o momento exige. Ou seja, o isolamento não impediu a celebração do amor. Houve apenas readequação ao tempo que vivemos.

Nova era

Falando em amor, outra novidade surgida em decorrência da pandemia, foi com a celebração de casamentos. Tenho visto muitos deles sendo realizados de forma virtual. Por meio de um aplicativo, os noivos recebem os convidados, que assistem ali à cerimônia.

Petit comitè

Solidariedade e moda

Há também os casais que optam por manter a cerimônia, mas limitando-a à presença somente das pessoas mais íntimas, como familiares, padrinhos e madrinhas. Foi o caso de Lívia Ribeiro e Roberto Martins , ele filho da minha queridíssima amiga de longa data, Cristiane Lazarinni. O casamento civil aconteceu, de forma bastante intimista, na semana passada, na fazenda do avô da noiva, o empresário Alair Martins. A festa teria sido dia 6, em alto estilo, no litoral Sul da Bahia. Mas, foi adiada para o mês de novembro.

A amiga Sophia Ribeiro está com uma interessante ação beneficente na loja multimarcas que leva seu nome. Ela está arrecadando doações para a Casa da Criança e do Adolescente Cristina Cavanis. Cada cliente que doar um item como cobertor, produtos de cesta básica, de higiene pessoal ou de limpeza, ganha 20% de desconto em qualquer peça. Uma excelente forma de se estar na moda e ainda contribuindo com uma boa causa. A promoção vigora a partir de amanhã, segunda, 15, e prossegue até o dia 30. Prestigie!

Na Escócia

Em outros continentes parece imperar, cada vez mais, o respeito à diversidade. Na Escócia, acaba de ser aprovada a lei que orienta as escolas públicas a colocarem a história LGBTQ+ na grade curricular. Um exemplo de reparação histórica e restauração da dignidade humana que merece ser seguido. Enquanto isso, por aqui, na contramão da história, se fala em “cura gay”. Falso moralismo.

Maldade

Nem com tanta notícia ruim as pessoas param de fazer maldade. O amigo e influenciador Carlos Hugueney Bisneto teve a sua conta de Instagram hackeada nesta semana. Infelizmente, ele não conseguiu recuperá-la, já que pediram dinheiro para devolvê-la e ele se negou a aceitar tal condição. Muito triste, já que a ferramenta era utilizada de forma profissional por Carlos. Muito complicado estes crimes cibernéticos que nem sempre ainda são solucionados. O jeito foi começar do zero e abrir outra conta @carloshugeneyhb. Tenho certeza que em breve HB conquistará novamente todos seus seguidores. E tomara que a justiça seja feita à estas pessoas que usam a maldade para enfraquecer o outro.

Mudança

A dermatologista Thalita Carlesso mudou definitivamente para Uberlândia. Antes na ponte aérea SP – Uberlândia para finalizar seu mestrado em transplante capilar no hospital Albert Einstein, agora ela está dedicando todo o seu tempo para os pacientes da cidade. E inclusive já está fazendo aqui as cirurgias de transplante capilar.

Novidade

Rapunzel

Sempre inovadora, a farmacêutica e esteticista Laura Attie acabou de lançar seu próprio batom regenerador. De olho neste tempo seco, ela criou uma fórmula exclusiva para cuidar dos lábios, deixando os bem hidratados. Parabéns Laura por estar sempre trazendo novidades.

Os Truões – como são conhecidos os artistas do grupo teatral uberlandense Trupe de Truões – farão neste domigo uma live com o espetáculo RAPUNZEL. Esta ação artística e solidária tem como objetivo apresentar um espetáculo ao vivo, adaptado para o formato online, contribuindo para que o espectador não precise sair de casa para assistir teatro. Com isso, a Trupe espera mobilizar a solidariedade do público para arrecadar recursos financeiros para manutenção dos artistas e do Espaço Cultural do grupo. A apresentação virtual será hoje (domingo, 14/6), às 16h, no canal de YouTube e Instagra da companhia.

Música

Está no ar o projeto ‘Maestro Quianzala Convida’, coordenado pelo Maestro Afonso Quianzala, oferecendo aulas de música e práticas de orquestra totalmente gratuitas. Nesse momento de pandemia, as aulas serão disponibilizadas online também. Para saber os detalhes, basta entrar em contato pelo email afonsoqmmorais@gmail.com, ligar (34) 99178-4443 ou acessar @projetomaestroquianzala no Instagram.

Na telinha

Há um ano de volta ao trabalho na TV, depois de 10 anos na área de comunicação corporativa, a jornalista Adriana Bernardes, depois de ficar um tempo nos bastidores do programa Manhã Total da TV Paranaíba/Record agora segue aparecendo na telinha como repórter do Jornal da Paranaíba.

Bolsas

Estão abertas as inscrições para o Exame de Bolsas Unitri, que concede bolsas de estudos de até 100% para os 14 cursos de graduação presencial, do início ao fim do curso. As provas acontecerão nos dias 19, 20 e 21/06, e as inscrições devem ser feitas pelo site: www.vestibularunitri.com.br

Tô dentro

Aplausos às pessoas que estão tendo senso de responsabilidade nesse momento delicado que vivemos, principalmente àqueles que não saem sem máscaras. A máscara não protege apenas você. Então, vamos nos acostumar a estes novos tempos e fazer uso delas. Saiu, use máscara!

Tô fora

Muita gente aproveitando o tempo de isolamento para pequenas obras em casa. Mas, já vejo muita gente reclamando de vizinhos que não respeitam o horário de descanso dos arredores. Houve um caso de equipamentos fazendo barulhos a partir das 6 horas da manhã. No mínimo, desrespeitoso.

Pimenta refresco

Enquanto alguns entram em campo como voluntários proativos para minimizar os impactos econômicos da pandemia em vários setores, outros pegam carona nessas ações, integram grupos de voluntariados, mas não colocam a mão na massa, deixando o trabalho duro para outros e apenas colhendo os louros das ações. Há também aqueles que se lançam num campo de ação “vendendo” a imagem de solidária, enquanto, na verdade, colhe muito mais retorno, seja ele institucional ou financeiro, do que as pessoas que dizem estar beneficiando. Considero importante todos nós contribuirmos de alguma forma com as pessoas que foram mais afetadas pela crise sanitária e econômica, mas, proponho que observe bem antes de dar seu voto de confiança. Veja quantas e quais pessoas estão por trás daquela “causa”, se há a composição de um grupo ou é iniciativa isolada, se a(s) pessoa(s) envolvida está se valendo da ação para fazer o seu marketing pessoal, se há diversidade e transparência no grupo, se está sendo apoiado por instituições de prestígio, se as pessoas à frente realmente precisam de promoção pessoal, etc., etc. Lamentavelmente, em uma sociedade habituada ao famoso “jeitinho”, é bom observarmos tudo e testarmos a credibilidade do movimento dito beneficente. E, convenhamos, é ausência de caráter ter pessoas se aproveitando das carências materiais e fragilidades alheias para se promoverem, não? A isso de dá o nome de má fé. Pra não dizer hipocrisia.

You might also like More from author

Comments are closed.