Em Sociedade

282

Cultura Luta

No dia 23 de julho, às 20h, uma quinta-feira, nomes como Cláudia Raia, Letícia Spiller, Denise Fraga, Matheus Natchergaele, Laila Garin, Mateus Solano, Renato Borghi, Elcio Nogueira Seixas, Jack Will, Lavínia Pannunzio, Jorge Farjalla, Veruska Alves, Flávio Arciole e Maria Célia Vieira, Grupo Galpão, Grupo Strondum, Edson Denizard e Luiz Dillah, Ricardo Augusto, Luís Salgado, entre vários outros artistas locais e de fora, estarão em uma live solidária ao Movimento Cultura Luta. A ideia é levantar recurso para um fundo privado, que será repassado aos trabalhadores da cultura em Uberlândia. Na live também serão comercializadas mais de 60 obras de arte, gentilmente doadas por artistas visuais da cidade. O evento será apresentado pela dupla de palhaços de Guilherme Almeida e Valéria Gianechini. Apoie essa iniciativa.

Jalapão

Quero deixar aqui meus aplausos ao jornalista Fábio Castro e externar minha admiração profissional por ele. Fábio morava em Uberlândia, fez aqui sua faculdade de jornalismo, onde foi colega de outros amigos, jornalistas queridos e igualmente admiráveis, como Analu Guimarães e Carlos Guimarães Coelho. Hoje, Fábio trabalha da TV Globo e fez um belíssimo trabalho para o Globo Repórter, que foi ao ar na noite de sexta-feira, mostrando as maravilhas do parque estadual do Jalapão, uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza localizada na região leste do estado do Tocantins. Parabéns, Fábio! Foi um belíssimo trabalho.

Home wear

A estilista Patrícia Bonaldi, sempre antenada em sua criatividade, acaba de lançar uma coleção home wear, com pijamas incríveis, despojados e confortáveis para as pessoas se sentirem bem à vontade no aconchego do lar, nestes tempos de isolamento social. Parabéns a ela pela criatividade, bom senso e bom gosto.

Cegonha

Taíssa Gomide, filha do queridocasal de nossa sociedade, Rizia Gomide e Helinho Silveira, acaba de saber do bebê que está aguardando. Será uma menina. Para a alegria da vovó Rizia, que é mãe de dois rapazes e tem Taíssa como única filha. A alegria da notícia de mais uma mulher na família foi geral e motivo de muita comemoração. Parabéns aos avós e à futura mamãe.

Decreto

Em apenas uma quinzena, é quase o dobro de casos, é quase o dobro de mortes. Foi avisado. Há 15 dias foi anunciado que se a situação não melhorasse, as medidas seriam mais severas. Dito e feito. As medidas de isolamento social impostas pela prefeitura serão prorrogadas por mais dez dias, a partir de terça-feira. E, caso a população realmente não colabore, vencido esse prazo o cerco pode fechar ainda mais. Preocupar-se com a economia não é afrontar e desafiar essa determinações. É fazer a sua parte para que o setor produtivo possa voltar o quanto antes às atividades normais. Vamos colocar a mão na consciência, cuidar da saúde, da própria e da coletiva, e tentar virar o jogo.

Callink

A Callink realiza, durante todo mês de julho, ações em comemoração ao ‘Dia do Operador de Telemarketing´, celebrado no dia 4 de julho. Com a campanha ‘Você é essencial’, as iniciativas buscam valorizar e destacar como o trabalho deste profissional . Um dos destaques foi a live com o cantor Sudário, na tarde de sábado. A Callink possui mais de 5 mil operadores de telemarketing,

Bolsas

O Centro Universitário do Triângulo – UNITRI, realizará uma nova data para o Exame de Bolsas, com descontos que podem chegar até 100%, do início ao fim do curso. As inscrições devem ser feitas pelo site: www.vestibularunitri.com.br

Planejamento

A Uma irá promover o evento virtual e gratuito ‘Ressignificando Carreiras’, no dia 17 de julho, a partir das 15 horas, por meio do site: www.ressignificandocarreiras.com.br. O objetivo é mostrar o atual cenário, sem perder a visão do futuro, traçando um panorama de como os impactos causados pela crise influenciarão os próximos anos, além de ajudar candidatos a se prepararem para esta nova era. O evento contará com a apresentação do escritor Marcelo Tas e convidados especiais.

Tô dentro

Apoio às causas que nada têm a ver com a pandemia e precisam sempre ser apoiadas, pois suas demandas continuam existindo, que é o caso do Hospital do Câncer, entre outras. Além da atitude solidária, é preciso se ater também à prevenção e diagnóstico da doença. Não perca isso de vista.

Tô fora

Pré-julgamentos, de qualquer âmbito. Quero distância de pessoas que se acham superiores e destinadas a impor ordem ao caos, julgando as pessoas e, o pior, condenando-as. Isso, pra mim, é arrogância.

Pimenta refresco

São tempos muito estranhos mesmo. Penso que o maior desafio dessa pandemia é o de sair dela com sanidade mental. Percebo várias pessoas agindo de maneiras diferentes em relação a este contexto. E muitos radicalizando. Por um lado, há aqueles que ficam extremamente paranoicos e passam a ver a vida com a única diretriz de não ser contaminado pelo vírus, esquecendo todo o resto, como se estivesse em estado de pausa. Isso, definitivamente, não é saudável. Outros não conseguem parar de pensar nos danos que esse isolamento todo causará à economia, sem a atitude positiva de pensar em reinvenções e também sem entender que a preservação da existência está acima dos ganhos materiais, por mais complicado que seja viver sem eles. Por fim, há aqueles que se colocam em uma redoma, como se fossem imunes ao vírus ou como se nada estivesse acontecendo. Estes são absurdamente surpreendentes. Postam a vida em curso, como se o curso estivesse normal. Parece uma realidade paralela. Tem o look do dia, as viagens, as festas , sensualizam , exibem seus corpos sarados como se fossem imortais . E neste mundo não existe coronavírus. Sinceramente? Tenho visto algumas poucas pessoas mantendo a sensatez e o equilíbrio. A maioria está fora do foco mesmo. Sei que a vida segue. Mas, pelo menos por enquanto, ela segue de modo diferente ao que estamos habituados. É muita falta de noção querer ver diferente ou pensar diferente do que a realidade nos mostra. Fico preocupada com os que agem com medo em excesso, pois como já dizia Guimarães Rosa, “a vida quer da gente é coragem”, acho lastimável aqueles que não conseguem se desapegar um pouco e temporariamente da lucratividade, pois isso denota um visão um tanto equivocada do mundo. Mas, o pior de todos é aquele que se perde em amenidades, coisas fúteis e jogos virtuais de sedução, os que parecem em transe olhando o mundo sem enxergá-lo, sensualizando as emoções e deixando no espelho da internet a ilusão de que tudo vai bem. Esses são os mais dignos de dó. Tenho dito!

You might also like More from author

Comments are closed.