Empresários preveem vendas estáveis em setembro

49

Pesquisa mensal da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL Uberlândia, mostra que as vendas no comércio em setembro estão se mantendo estáveis em relação ao volume alcançado em agosto, é o que aponta os empresários entrevistados (33,8%). Já 22,6% dos entrevistados acreditam que conseguirão atingir entre 5% e 10% de crescimento.

 

Setembro sinaliza uma redução de 2,3 pontos percentuais em relação ao crescimento nas vendas se comparado ao mês anterior, conforme identifica o gráfico 2. Como ainda restam alguns dias para o encerramento do mês este apontamento tende a sofrer alterações. Quatro dos 12 ramos de atividades pesquisados no município registraram resultado positivo no mês de agosto. Os setores que saíram na frente com crescimento nas vendas em 5% são os de construção, material elétrico, máquinas e ferragens e veículos, seguidos de prestação de serviços em geral, vestuário e saúde. Já os setores que mais contabilizaram queda em até 5% foram os de saúde e beleza (30%) e joalherias e relojoarias (20%), conforme gráfico 3.

 

Para o Presidente da CDL Uberlândia, Cícero Novaes, os reflexos gerados pela greve dos caminhoneiros, redução da jornada de trabalho em função dos jogos da copa do mundo e as incertezas no âmbito político e econômico em função do período eleitoral são entraves a recuperação financeira das empresas. Ainda assim, o cenário econômico do país no segundo semestre sinaliza leve melhora. Isto se verifica na redução do número de empresas que esperam queda nas vendas considerando os 5 meses de pesquisa (gráfico 2).

A sugestão é que as empresas atuem de forma estratégica neste momento, pague suas compras à vista sempre que possível, faça melhores negociações e obtenha descontos com fornecedores, identifique novas oportunidades de negócio e aumente o portfólio de produtos ou serviços. Além de serem incisivas para melhorar a gestão do negócio, organizar as contas e reduzir os gastos totais. Ainda, de acordo com Cícero as datas comemorativas Dia das Crianças e o Natal são um incentivo a mais para movimentar o comércio no segundo semestre.

 

You might also like More from author

Comments are closed.