Folia Pela Vida: Hospital do Câncer realiza ação de prevenção no carnaval

11

 

folia-pela-vida-hospital-do-cancer-uberlandia-2O Carnaval 2017 está chegando e com ele o Grupo Luta Pela Vida acaba de lançar uma ação inédita aproveitando o período desta grande festa: a Campanha de Prevenção ‘Folia Pela Vida’. O objetivo da ação é fortalecer a conscientização da população em aproveitar o período com alegria, mas sem esquecer dos cuidados essenciais em prol da vida, com foco na prevenção do câncer do colo de útero e outros tumores.

A iniciativa consiste em distribuir ventarolas (espécie de leque de papel) em locais de grande concentração de público para brincar o carnaval, como festas e bailes na cidade. A ideia é reforçar com o público sobre a importância do uso da camisinha, que além de proteger contra as doenças sexualmente transmissíveis também ajuda a diminuir a incidência de contaminação do HPV (Papilomavírus humano), que é um fator de risco para o desenvolvimento de alguns tipos de tumores, como o de colo do útero, pênis, ânus, garganta e boca.

Segundo a analista de marketing do Grupo Luta Pela Vida, Virgínia Silva, a ação foi pensada para falar diretamente com os jovens, principal público alvo da campanha. “Queríamos falar de prevenção contra o câncer na linguagem e nos locais em que os jovens estão. O Carnaval é uma ótima festa para reforçar como o uso da camisinha é importante na prevenção do HPV e de diversas doenças sexualmente transmissíveis”, afirma a analista.

O lançamento da campanha aconteceu no último sábado, em uma festa de Pré Carnaval realizada em Uberlândia, com a distribuição de 1 mil preservativos, para alertar a importância do sexo seguro. Os artistas presentes, como pagodeiro Vinícius Sudário, o DJ Hugo Bagunceiro e a grande atração da noite, o Grupo Molejo, apoiaram a campanha e levaram o público para apoiar a ação. Os foliões aprovaram a ação e aderiram o Bloco da Prevenção, com o grito de guerra “Folia Pela Vida”.

A ação deve passar por outras festas de Carnaval na cidade de Uberlândia durante o período de folia.

A relação do HPV e do Câncer

O uso da camisinha além de prevenir contra doenças sexualmente transmissíveis, também ajuda a diminuir a contaminação pelo HPV (Papilomavírus Humano), um dos fatores de risco para desenvolvimento de alguns tipos de câncer, o que mostra a importância do uso do preservativo.

O HPV trata-se na verdade de mais de 150 tipos diferentes vírus capazes de infectar a pele ou as mucosas. Desse total, cerca de 40 tipos podem infectar o trato ano-genital. A infecção pelo HPV é frequente e na maioria dos casos regride de forma espontânea. Entretanto, em um pequeno número dos casos em que a infecção pode persistir, especialmente nos casos em que o tipo viral do HPV é oncogênico (com potencial para causar câncer), em que podem se desenvolver lesões que se não forem identificadas e tratadas, podem progredir para um câncer, principalmente o colo de útero, vagina, vulva, ânus, pênis orofaringe e boca.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.