Os 21 lugares mais bonitos do Brasil

314

A enquete considerou paisagens naturais, monumentos e construções arquitetônicas. Entre os pontos turísticos mais votados estão locais paradisíacos, como a Baía dos Golfinhos, localizada na Praia da Pipa, no Rio Grande do Norte; as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no Paraná; e a Lagoa do Paraíso, em Jijoca de Jericoacoara, no Ceará. Já em relação a monumentos e construções arquitetônicas, os destaques foram o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; e o Instituto Inhotim, em Brumadinho, no estado de Minas Gerais. Os lugares estão listadas em ordem alfabética.

Baía dos Golfinhos, Praia da Pipa, Rio Grande do Norte

A Baía dos Golfinhos é um destino excelente para quem busca descanso e contato com a natureza. O mar é tranquilo, e há poucas barracas na praia. Ela tem esse nome pela presença de golfinhos, que costumam nadar com os visitantes.

Cânion de Furnas, Capitólio, Minas Gerais

O Cânion de Furnas chama a atenção pela sua beleza e magnitude. Ele possui duas quedas de água com aproximadamente 20 metros de altura. Visto de cima, a paisagem é ainda mais deslumbrante.

Cânion do Xingó, Canindé de São Francisco, Sergipe

O Cânion do Xingó surgiu após a construção da Usina Hidrelétrica do Xingó, que causou o represamento das águas do Rio São Francisco. Navegando em pequenas embarcações é possível chegar ao centro dele, onde a vista é surpreendente.

Cascata do Caracol, Canela, Rio Grande do Sul

Um dos cartões postais da cidade de Canela, na serra gaúcha, a Cascata do Caracol pode ser apreciada em mirantes localizados no Parque do Caracol, ou em passeios de bondinho, partindo do Parque da Serra.

Cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu, Paraná

Consideradas Patrimônio Natural da Humanidade, as Cataratas do Iguaçu são formadas por 275 quedas de água, localizadas entre o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, e o Parque Nacional Iguazú em Misiones, na Argentina.

Cristo Redentor, Rio de Janeiro

A estátua art déco que simboliza Jesus Cristo é um dos maiores símbolos da cidade do Rio de Janeiro. O monumento está localizado no morro do Corcovado, a mais de 700 metros acima do nível do mar.

Duna do Pôr do Sol, Jijoca de Jericoacoara, Ceará

A Duna de aproximadamente 30 metros é o local favorito dos turistas para assistir ao espetáculo do pôr do sol. Quando o sol começa a desaparecer, a duna muda de cor gradativamente: do amarelo ao rosa.

Dunas do Jalapão, Mateiros, Tocantins

Com altitude que varia entre 200 e 400 metros, as Dunas do Jalapão foram formadas a partir da erosão das serras rochosas da região. Apesar de serem conhecidas o “deserto do Jalapão”, as dunas são cercadas por belíssimos lagos.

Galés de Maragogi, Maragogi, Alagoas

As Galés são piscinas naturais próximas a orla de Maragogi. Ao todo são três áreas: as Galés principais, as piscinas das Toacas e Barra Grande. É possível conhecer as três em um passeio de barco. No entanto, as preferidas dos visitantes são as Galés Principais.

Gruta do Lago Azul, Bonito, Mato Grosso do Sul

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1978, a gruta do Lago Azul é uma das maiores cavernas inundadas do mundo. Durante um passeio por ela, é possível contemplar formações geológicas de milhares de anos.

Instituto Inhotim, Brumadinho, Minas Gerais

O Instituto Inhotim é o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do planeta. Além disso, a sua área enorme, que é cercada por um jardim botânico, possui uma grande coleção de espécies vivas.

Lagoa do Paraíso, Jijoca de Jericoacoara, Ceará

Lagoa do Paraíso é um dos pontos mais procurados de Jericoacoara. O espelho d’água de água cristalina é cercado de areia fina. No local, há uma boa estrutura de bares e restaurantes. Outras atividades comuns são os passeios de buggy pelo local.

Lençóis Maranhenses, Barreirinhas, Maranhão

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é uma unidade de conservação brasileira de proteção à natureza. O seu principal atrativo são as dunas, cercadas por lagoas de água cristalina.

Morro do Pai Inácio, Palmeiras, Chapada Diamantina, Bahia

Um dos atrativos da Chapada Diamantina que mais atrai turistas, o Morro do Pai Inácio possui uma altitude de 1120 metros. Apesar disso, ele é de fácil acesso. Quem se aventura por ele consegue desfrutar de uma das vistas mais deslumbrantes da chapada.

Pão de Açúcar, Rio de Janeiro

O complexo de morros localizado no bairro da Urca, no Rio de Janeiro, é composto pelo Pão de Açúcar, Morro da Urca e Morro da Babilônia. Trata-se de um dos principais cartões postais da cidade, junto com a estátua do Cristo Redentor.

Parque Tanguá, Curitiba, Paraná

O Parque Tanguá foi inaugurado em 1996, em uma extensão de 235 mil metros quadrados. Ele preserva áreas verdes próximas à nascente do Rio Barigui. Além disso, possui dois lagos, um túnel artificial e uma cascata.

Poço Azul, Nova Redenção, Chapada Diamantina, Bahia

Também localizado na Chapada Diamantina, o Poço Azul é uma gruta de água cristalina. Nela é possível realizar mergulhos e atividades de flutuação com coletes. Além disso, também há uma estrutura com restaurantes e lanchonetes.

Praia dos Carneiros, Tamandaré, Pernambuco

Uma das praias menos movimentadas do litoral sul de Pernambuco é rodeada de um belo cenário de recifes, que formam piscinas naturais de água quente. Além disso, uma pequena igreja dedicada a São Benedito, construída no século 18, se destaca de frente ao mar de águas claras.

Praia do Rosa, Imbituba, Santa Catarina

Com apenas dois quilômetros de extensão, a faixa de areia clara é uma das mais impressionantes do litoral catarinense. Cercada de mata nativa, que abriga trilhas, ela é o destino preferido de pessoas que apreciam o contato com a natureza.

Praia do Sancho, Fernando de Noronha, Pernambuco

Um dos melhores pontos do Brasil para mergulho livre, a Praia do Sancho possui águas cristalinas e é cercada por bancos de corais. O acesso é através de um alto penhasco, com uma vista espetacular.

Serra do Rio do Rastro, Lauro Müller, Santa Catarina

O trajeto até o topo da serra é recheado de emoções, já que as subidas são íngremes e com curvas de 180°. Durante o trajeto, alguns mirantes oferecem a possibilidade de paradas para comtemplar a vista, que é de tirar o fôlego.

Fonte – Revista Bula

You might also like More from author

Comments are closed.