Pimenta refresco

135

Incrível como às vezes a realidade das relações comerciais escapam aos olhos dos donos do negócio, sobretudo nas empresas de grande porte e holdings empresariais. Muitas vezes, o alto escalão de uma empresa é apaixonado e nutre admiração por um profissional que, na verdade, acaba prejudicando a mesma por não ter boas relações com o mercado. Internamente, o marketing pessoa empregado é tão grande que todos acreditam na competência daquela profissional, o mesmo que externamente é mal visto pelas relações toscas e desrespeitosas com os parceiros e clientes e muita vezes por se colocar em uma posição de superioridade, tornando-se incomunicável e inacessível e fazendo valer apenas a preciosidade do seu tempo e o seu exercício de um pequeno poder como se fosse gigante. Enfim, penso que diretores de conglomerados empresariais e de empresas maiores deveriam não se deixar levar pela imagem que o seu funcionário tentar transmitir, mas sim pela observação de como o mercado o vê. Assim, a sua competência fica atestada. Caso contrário, esse mesmo funcionário pode estar prestando um “desserviço” à empresa, afastando boas parcerias e clientes promissores, mas vendendo para os seus chefes a ilusão de que é a competência em pessoa. Fica a dica!

You might also like More from author

Comments are closed.