Pimenta refresco

126

Existe coisa pior que as pessoas pegarem “carona” nas ideias e projetos de outros? Pois é. Lamentavelmente, isso é muito mais frequente do que possamos imaginar. É aquela velha história: “mal acabou de entrar na viagem e já quer sentar na janela”. Há muitos profissionais iniciantes que não nada original e “copiam” os que já estão no mercado. Pior, vendem a imagem de que são ideias próprias. Não percebem que, ao fazerem isso, estão brecando o seu próprio desenvolvimento, uma vez que só consegue alavancar sua carreira aqueles que acreditam no que fazem, que arrancam de dentro o desejo, o formato, a vontade de dar certo e o caminho para que isso aconteça. Forjar uma imagem, apenas para sentir-se bem e “realizado” é a maior cilada que pode existir. Antes de tudo, a pessoa precisa se descobrir e, a partir dessa descoberta, evoluir profissionalmente. Quando acontece dessa forma, natural e com o talento que é inerente a cada pessoa, tudo flui de maneira espontânea, criativa e bem sucedida. Não importa aonde esteja, desde que esteja no lugar que lhe pertence, que faz parte do seu ser e que vai te levar aonde você quer chegar. Quando alguém está perdido e passa a “copiar” as pessoas bem sucedidas, que já estavam ali antes, acaba prejudicando não somente a si mesmo, mas também ao negócio ao qual está ligado, pois muita gente de fora percebe os equívocos internos. E não é só isso. Geralmente, além de “copiar” passam também a se apropriar dos espaços que outros conquistaram. Por incrível que pareça, a obsessão é tanta , que até os amigos do outro a pessoa quer ter . A coisa vai virando uma doença ! Parece trilher de filme de terror . Dá medo . Aí, quando isso acontece, a coisa pode se agravar. É sujeira no ventilador! Portanto, fica a dica: seja você mesmo. Descubra-se! E, se perceber que está no lugar errado, mude! A vida é feita de escolhas e de mudanças. Sempre é tempo de recomeços!

You might also like More from author

Comments are closed.