Pimenta Refresco

67

Pimenta RefrescoGente que ainda briga por “convicções” políticas. Muito feio o cerco e patrulhamento ideológico ao cantor e compositor Chico Buarque no início da semana passada, no Rio de Janeiro. Independentemente de ele ser quem é, trata-se de um senhor de 70 anos, que merece respeito. No caso dele, ainda há todo o legado da obra. Elegante e sóbrio, Chico não perdeu a compostura diante da arrogância dos jovens. Mas eu e muita gente estamos fartos dessa briga toda. Há equívocos de todos os lados. Esquerda para lá, direita para cá. E tudo pegando uma dimensão perigosa. Se for nesse ritmo, daqui a pouco, presenciaremos linchamento por causa de partido X ou partido Y. E isso vale a pena? Desde quando são os políticos profissionais os salvadores da nossa pátria? Menos, gente!

Vamos deixar os pensamentos em liberdade. Assim prevalecem os que tiverem mais consistência. E assim vamos nós, errando, acertando, errando de novo, acertando de novo… E um dia as coisas se ajeitam. Mas sem recorrer à violência e xingamentos. Não é assim que as coisas se resolvem. Ninguém é dono da verdade. Sim, é preciso consertar o Brasil e frear a corrupção. Não é de hoje que ela existe. Mas, por caminhos legítimos, democráticos, em discussões que sejam calorosas, mas saudáveis. Não jogando pedras em quem pensa diferente de você. Cada cabeça é um universo. E, para ampliar a nossa, temos de conhecer o que se passa dentro de todas elas. Como já dizia Fernando Pessoa: “…estou farto de semideuses”!

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.