Pontes de Amor sedia IV Encontro Nacional de Coordenadores de Grupos de Apoio à Adoção

195

 

O evento será realizado nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro

  

O grupo Pontes de Amor receberá nos dias 15, 16 e 17 de Fevereiro mais de 120 pessoas de grupos de apoio à adoção. O encontro será realizado com o intuito de coordenadores trocarem experiências, ideias e aprender muito sobre temas importantes e de maior relevância no país em relação à adoção. Além disso, eles poderão estreitar os vínculos com os coordenadores dos diferentes grupos de apoio do país. “A gente vê a diferença nos coordenadores que participam e como isso faz sentido quando eles voltam para os seus grupos”, ressalta Claudio Medeiros, vice-presidente da Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção (ANGAAD).

 

O encontro é voltado apenas para coordenadores que já se inscreveram e, além da presença do advogado Claudio Medeiros, o evento contará com a presença da psicóloga e diretora de Relações Públicas da ANGAAD, Suzana Schettini. A psicóloga afirma que é muito importante compartilhar experiências, trocar diretrizes e metas para que todos andem numa mesma frequência. “O encontro é uma oportunidade ímpar de capacitação. Quando nós estamos juntos, nós nos fortalecemos. Nós temos metas importantes no país em relação às crianças que estão fora das famílias, por isso precisamos trabalhar em conjunto para conseguirmos ir mais longe”, finaliza.

 

A fundadora e presidente do Grupo Pontes de Amor e também presidente da ANGAAD, Sara Vargas reforça que esse evento será de suma importância para a cidade. “Contaremos com a presença de algumas das maiores referências nacionais a nível de cuidado da infância, na área de psicologia, assistência social e direito”, conclui.

 

Sobre o Pontes de Amor

Criada em 2010, o Pontes de Amor é uma Organização Filantrópica sem fins lucrativos, afiliada à Associação Nacional do Grupo de Apoio à Adoção (ANGAAD). Surgiu diante da preocupação com a garantia dos direitos de crianças/adolescentes institucionalizados e dos altos índices de devolução de crianças por famílias adotivas no Brasil.

Tem como objetivo facilitar a convivência social, familiar e comunitária da criança e do adolescente em processo de adoção ou em estado de acolhimento, especialmente na preparação, orientação e acompanhamento de famílias adotivas ou pretendentes à adoção.

You might also like More from author

Comments are closed.