Redução de mama pode ser caso cirúrgico de reparação e não apenas estético

115

 

 

Só no ano de 2016, foram realizadas cerca de 140 mil cirurgias de redução de mamas

 

A repentina fama da cantora conhecida como Jojo Todynho, trouxe em voga diversos assuntos que vão além da música. Ela, antes de possuir fama com suas músicas, era conhecida por postar vídeos na internet em que declarava muito orgulho de seu corpo e não se incomodava em vestir sutiã tamanho 58. Entretanto, seios muito grandes podem levar a problemas de saúde. “Neste caso, a cirurgia de mamoplastia redutora é indicada para o paciente, pois pode gerar problema de saúde, inclusive de postura. Mas, o mais importante, sem dúvidas, é sempre que a pessoa se sinta bem com seu corpo e da forma que ele é”, salienta Francisco Naves, cirurgião plástico e membro especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

De acordo com o cirurgião, as mamas muito grandes, também chamadas de hipertrofia mamária, podem atrapalhar na postura da mulher, além de causar dores no pescoço, nos ombros e nas costas. “Diante dessa situação, o mais indicado é que a mulher busque na cirurgia plástica uma correção para inibir problemas futuros e não apenas a estética”, explica o Francisco.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 2016, cerca de 1,5 milhões de cirurgias plásticas foram realizadas. Deste total, 43% das intervenções cirúrgicas foram de cunho reparador. Além disso, a pesquisa indica que, só no ano de 2016, foram realizadas cerca de 140 mil cirurgias de redução de mamas. “As cirurgias plásticas nem sempre são estéticas, em diversos casos, elas são realizadas como forma reparadoras e para a prevenção de problemas futuros”, afirma Francisco Naves.

É importante que você procure um cirurgião especializado para analisar seu caso e o procedimento mais adequado. Pelo site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica é possível encontrar cirurgiões qualificados e reconhecidos pela instituição.

Foi o caso da publicitária Letícia Melo, na época com 19 anos, que começou a sentir incômodos com sua postura e dores nas costas. Letícia suspeitava de que sua dor era advinda do tamanho da sua mama, considerada grande para seu corpo. A publicitária buscou uma orientação com o cirurgião plástico para a possível cirurgia de mamoplastia redutora. “Após exames detalhados, recebi o diagnóstico de que realmente o tamanho dos seios estavam interferindo na minha postura e sendo o responsável pelas dores”.

Em fevereiro de 2015, Letícia realizou a cirurgia de redução de mama. Hoje, aos 22 anos, ela se diz satisfeita com a decisão e já vê diferença em sua postura. “Minhas dores acabaram e a postura melhorou bastante”, diz, satisfeita, a publicitária.

 

You might also like More from author

Comments are closed.