Sinduscon-TAP enfatiza atuação do Seconci-TAP junto ao setor

37

pedroA diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Sinduscon-TAP), recebeu na última quinta-feira (30), durante um almoço a presidente do Serviço Social da Indústria da Construção Civil (Seconci-TAP), Cristina Oliveira Gonçalves e a assessora de comunicação Darci Martins, também do Seconci-TAP que relataram o trabalho executado pela entidade, estruturada inicialmente para oferecer assistência social em geral aos empregados e empregadores da categoria da Construção Civil, contribuindo diretamente para melhoria da saúde, segurança, lazer e educação do trabalhador.

A assessora de comunicação Darci Martins, abordou sobre os serviços e os benefícios para o setor. “Se uma construtora ou o próprio Sinduscon-TAP precisar, por exemplo, de uma palestra no setor da construção civil, ou na área da saúde, nós podemos ser parceiros. Também temos um trailer odontológico itinerante para o atendimento de funcionários de suas associadas, que pode ficar instalado em uma obra, por período determinado”, disse.

Na lista de serviços, Darci Martins afirmou que oferecem medicina assistencial, atendimento odontológico – unidade fixa, atendimento odontológico – unidade móvel, medicina ocupacional, segurança do trabalho, diversos exames médicos e outros benefícios.

Com tantos benefícios, o presidente do Sinduscon-Tap, Pedro Spina disse que o Seconci-TAP deve atuar mais junto ao Sindicato e as construtoras. “Com auxílio médico oferecido, o Seconci pode ser de grande ajuda para assegurar a correção e a veracidade de um atestado médico, aos passar pelos profissionais e para servir as esses trabalhadores também”.

Eventos

Pedro Spina ressaltou a importância da participação das construtoras na FEICON Batimat, Salão Internacional da Construção que acontecerá de 4 a 8 de abril, em São Paulo. Também disse que o Minascon, Feira Internacional da Construção, poderá ser sediado em Uberlândia. “O evento deve fomentar o setor com gastos em hotéis, restaurantes, aluguel de veículos, agências de viagens e tantos outros setores. Será um ganho para a economia da cidade”, avalia Spina.

 

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.