inverno

Clássica e cool: jaqueta jeans é hit do inverno; veja como usar

Clássica durante os anos 1980 e 1990, a jaqueta jeans está de volta neste inverno. Uma das coisas que mais amo sobre a peça “curinga” é a versatilidade. Ela é ideal para suportar uma brisa ou noites frias, e leve o suficiente para não superaquecer ou sufocar você. Outro ponto a favor do item é que não esconde toda a sua roupa e se encaixa com quase tudo no guarda-roupas. Isso não significa que a peça não possa ser usada em produções sofisticadas.

Confira abaixo dicas de como usar a peça:

jaqueta-jeans-1 (2) jaqueta-jeans-1 (4) jaqueta-jeans-1 (5) jaqueta-jeans-1 (6)

Agora, a vez dos homens….

jaqueta-jeans-1 (2) jaqueta-jeans-1 (3) jaqueta-jeans-1 (1)

Lucia Manzano dá dica de flores para colorir a casa na estação mais fria do ano

Hortência, amor-perfeito e astromélia são algumas das espécies de flores indicadas pela especialista perfeitas para o frio (Foto: Divulgação)

Hortência, amor-perfeito e astromélia são algumas das espécies de flores indicadas pela especialista perfeitas para o frio (Foto: Divulgação)

Mesmo com a chegada do frio, é possível manter a casa florida e o jardim em ordem. A arquiteta e paisagista Lucia Manzano selecionou algumas espécies para enfeitar o interior e o exterior da casa. Confira:

1. No jardim

Algumas espécies gostam do clima mais frio. É o caso do amor-perfeito, resistente a geada. A azaleia não necessita de sol direto, meia-sombra é suficiente. Sua floração acontece no inverno e no início da primavera. Vermelhas, rosadas ou brancas, as camélias dão o ar da graça no outono e inverno, precisando de muito sol.

Para jardins com pergolados ou cercas vivas, as glicínias conferem extrema beleza e elegância com suas pencas em cor vibrante. Outra opção é a primavera. Apesar do nome, é muito resistente a geadas, mas precisa de sol. Sua cor vai do mais exuberante rosa até a singeleza do branco.

Em tempos de pouca água, que tal um jardim ecologicamente correto com suculentas e cactos?

2. Dentro de casa

Flor sempre alegra os ambientes. O mais bacana nessa época do ano é que sua durabilidade aumenta. Mesmo assim, alguns cuidados são fundamentais como: trocar a água todos os dias, não deixá-las em exposição direta a luz do sol; deixando-as em local fresco e ventilado e cortar o caule diariamente. Fique atento as folhas que possam ficar submersas. Cortá-las impede a proliferação de bactérias!

Faça arranjos com girassóis, lavandas, astromélia, gloriosa ou hortênsias, usando sempre muita mistura e folhagens para dar o toque verde. O popular mosquitinho é uma opção delicada para mesclar com as gérberas ou até mesmo com as rosas. Mesmo as suculentas e cactos podem estar presentes dentro de casa, em um coletivo de minivasos.

Na cozinha vasos ou latinhas vazias de leite, podem se transformar em uma bela horta na bancada. Além de prático e gostoso, dá vida ao espaço.

 

Sol de inverno em excesso também pode causar câncer

O inverno chegou! As temperaturas estão mais baixas e o sol parece fraco. Só parece, pois os efeitos da radiação ultravioleta incidem o ano inteiro, não apenas no verão. E as consequências da falta de cuidado com a exposição solar, podem aparecer em longo prazo e com maior gravidade, como o câncer de pele.

Para 2014, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima 182 mil novos casos de câncer de pele não melanoma, o mais incidente no país. Porém, por apresentar altos índices de cura, sua taxa de mortalidade é uma das mais baixas. A maior incidência deste tipo de câncer de pele se dá na região da cabeça e do pescoço que são justamente os locais de exposição direta aos raios solares. Já o melanoma, responsável por aproximadamente 4% dos casos de câncer da pele, apresenta uma alta letalidade, principalmente pela sua alta capacidade de desenvolvimento de metástases e tem forte incidência por hereditariedade.

Inca estima 182 mil novos casos de câncer de pele não melanoma em 2014 (Foto: Divulgação)

Inca estima 182 mil novos casos de câncer de pele não melanoma em 2014 (Foto: Divulgação)

Os dois tipos de câncer têm chances de cura elevadas, quando detectados nos estádios iniciais. Por isso, o oncologista do COT – Centro Oncológico do Triângulo, Rodolfo Gadia alerta para alguns sinais que devem ser investigados. “Devemos ficar de olho em alguns sintomas como: mancha que coça, dói, sangra ou descama; ferida que não cicatriza em quatro semanas; sinal que muda de cor, textura, tamanho, espessura ou contorno; elevação ou nódulo circunscrito e adquirido da pele que aumenta de tamanho e tem aparência perolada, translúcida, avermelhada ou escura. Todos esses casos devem ser avaliados imediatamente, pois o melanoma tem alta tendência a metástase, podendo atingir outros órgãos como pulmão, fígado e até o cérebro se descoberto tardiamente”, afirma o especialista.

Prevenção

De acordo com a dermatologista Juliana Gumieiro, a base da prevenção do câncer da pele ainda está fundamentada na proteção contra a radiação solar, por meio de protetores e acessórios (camiseta, chapéu, guarda-sol e óculos escuros) e sempre que possível, evitar a exposição solar entre as 10h e às 16h. “Devemos lembrar que existe um tipo de protetor para cada pele. O ideal é um fator de proteção de pelo menos 30, que proteja contra a radiação UVA e UVB. As peles mais sensíveis, com manchas, rosácea, entre outras, exigem um fator mais alto. O melasma exige também uma proteção contra a luz visível, que seria um filtro com cor. Existem filtros que controlam a oleosidade da pele com tendência a acne, filtros para peles mais maduras que hidratam e nutrem com substâncias específicas e filtros com fatores antioxidantes que previnem o envelhecimento. O ideal é consultar um dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e ver qual seria o ideal para você”, recomenda.

Gregory lança coleção outono/inverno 2014 em Uberlândia

As empresárias de moda Daiane Cenci e Gleciane Alberton, franqueadas da grife Gregory, em Uberlândia, receberam amigos e clientes na última terça (dia 25) para o lançamento da coleção outono/inverno 2014. O coquetel foi prestigiado por muita gente interessante e de bom gosto. A marca atende desde jovens até senhoras vestindo a todos com muita charme e elegância. Confira nas fotos de Ita Mazzuti quem esteve lá:

 

 

Nova York: inverno 2015

A temporada internacional outono-inverno 2014/15 feminino em Nova York terminou na última quinta-feira (13). Pouca maquiagem e cabelos com texturas diferentes foram as tendências de beleza, para o inverno 2015, apresentadas na Semana de Moda.

O máximo que apareceu nas passarelas foi uma sombra clara. O pó marcou presença e deixou a pele das modelos com um acabamento opaco.

Em compensação, os cabelos ganharam destaque! Com diferentes texturas o spray e o gel estão liberados. 

Inverno 2015 será opaco, segundo Semana de Moda de NY (Foto: Divulgação)

Inverno 2015 será opaco, segundo Semana de Moda de NY (Foto: Divulgação)

Outono-inverno 2014

Olá, amigos! Nessa semana eu preparei um post de moda para você inspirado na tendência outono-inverno 2014. A Le Lis Blanc, que cuidou do meu look, está cheia de novidades em roupas para quem quer aproveitar a estação mais luxuosa do ano.Agradecimentos também ao Uberlândia Shopping pelo cenário, Cássio Assis pela make e hair e a Laura Hueb pelas jóias. Com fotos assinadas por Beto Oliveira, espero que gostem!

 

 Scroll to top