vaidade

Pimenta Refresco

Pimenta RefrescoSe antes já existiam pessoas que construíam e habitavam um mundo de aparências, hoje essa construção ilusória ficou ainda mais fácil com o advento das redes sociais. Se já é esquisito ver tanta gente postando absolutamente tudo de suas vidas na internet, mais estranho ainda é perceber que há muitos que “clonam” imagens de uma vida ideal e as postam como se fossem verdadeiras. Um café da manhã suntuoso, refeições elegantérrimas, vista paradisíaca de uma casa luxuosa, viagens a destinos exóticos.

Creiam ou não, há pessoas que compram ou “tomam emprestadas” essas fotos para passar uma imagem pública de pessoa feliz e bem-sucedida. Para que isso, se no fundo é exatamente o contrário? Imaginem a angústia de quem expõe aos internautas uma vida que não é a sua. É como mudar a foto por não se aceitar. Um Woody Allen colocando a foto de um Brad Pitt. Woody é menos que Brad? O que um não tem de beleza física supera o outro em genialidade. E assim é a vida. Incrível pensar que tem gente que não se aceita e acredita que pode se construir na base das aparências, uma base tão frágil. O bacana é cada um respeitar quem é se assumir, com qualidades e defeitos, sucessos e infortúnios. Ninguém vai ser mais feliz por que posta foto de um casarão em vez da quitinete onde mora, da refeição sofisticada em vez do arroz com bife e fritas, que até pode ser mais saboroso. Seja quem é e a felicidade te encontrará!

Pimenta refresco

Pimenta RefrescoUlalá, chega a ser cômica a maneira como algumas pessoas são simplesmente viciadas em flashes de câmeras. Para não ficar sozinha na foto, cata o primeiro que aparece e abre o sorriso recauchutado em clínica dentária de luxo com a esperança de que a imagem caia nas redes sociais e impressos. Recentemente, uma figurinha bem carimbada nesse tipo de comportamento quase rendeu o divórcio para um amigo. Arrastou-o para uma pose e a esposa dele foi surpreendida pela foto pulando nas páginas da internet. Não deu outra. Pintou “DR” entre a esposa e o amigo arrastado para a foto. Pessoas que gostam tanto de aparecer deveriam ter um pouco mais de bom senso. E mais inteligência também. Prefiro as pessoas que têm luz própria, que arrastam os flashes para si e não precisam correr atrás deles. E que não precisam usar de nenhum esforço para ser reconhecidas publicamente como alguém que brilha. Isso é natural. O resto é “embromation”. Artificiais, como são as pessoas com esse tipo de atitude.

Pimenta refresco

Pimenta RefrescoE não é que a hipocrisia tomou conta da filantropia? Está cheio de gente que realiza boas ações e corre para contar para todo mundo e postar fotos mostrando o quanto é “generosa”. Valha-me Deus, isso não é boa ação, é marketing pessoal. E como se não bastasse, do outro lado, de quem recebe as “boas ações”, sempre há também as pessoas de má-fé. Ou seja, aqueles que se beneficiam pessoalmente de alguma instituição, projetando-se para a população como um benfeitor da comunidade. Entre estes, há também aqueles que estão ali não pela defesa da causa de um determinado grupo, mas simplesmente para serem aceitos na sociedade, e, movidos pela vaidade, se sentirem aceitos e importantes. Onde está a honestidade de comportamento? Bom mesmo é quando ficamos sabendo, por acaso, de pessoas que, no silêncio das horas, ajudam a quem precisa. E ninguém tem de ficar sabendo disso.

 Scroll to top