Trabalho e credibilidade marcam os 40 anos da CDL Uberlândia

42

cdl-uberlandiaA Câmara de Dirigentes Lojistas de Uberlândia, que acaba de completar 40 anos de história é uma entidade associativista, pertencente ao sistema CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), com representatividade Político-institucional e Econômica na cidade junto à classe empresarial. As quatro décadas de muito trabalho, comprometimento e seriedade tornam a marca CDL Uberlândia reconhecida, forte e respeitada em todo o país. Desde sua concepção, todos os presidentes e seus diretores que estiveram à frente da entidade não mediram esforços para defender os legítimos interesses dos empresários. O resultado foi mais colaboração e serviços, a conquista da confiança dos Associados e mais ‘voz’ junto ao poder público. São 40 anos de promoção do crescimento e fortalecimento do movimento empresarial, de inovação e soluções que agregam valor ao negócio dos Associados.

A CDL Uberlândia começou suas atividades em 1977, com o fundador e primeiro presidente da entidade Orlando Pinto Guimarães, nas dependências do Senac, onde foi fundado o Clube de Diretores Lojistas de Uberlândia, primeiro nome da atual Câmara de Dirigentes Lojistas. Neste mesmo ano, a CDL Uberlândia deu os primeiros de muitos importantes passos, ao formalizar a compra do Serviço de Proteção ao Crédito – SPC (denominado, na época, de Credicerto e de propriedade particular) e adquirir uma central telefônica com 150 linhas privadas e um PABX com cinco ramais, que permitia o acesso do Associado ao serviço SPC.

Mais serviços e representação Político-institucional

No início, a principal solução oferecida era o de informações de crédito, com imensa base de CPF e CNPJ que, reunida a outras informações cadastrais, permitiu a ampliação não só da gama de soluções, como também do escopo de clientes a serem atingidos.
Mas, com o passar do tempo, a entidade percebeu que era preciso investir fortemente para crescer e focou no crescimento de ofertas de soluções diversas para oferecer uma cartela diferenciada de soluções e ter uma representatividade maior na proposição de políticas públicas para melhorar a qualidade de vida da cidade e, consequentemente, ajudar o Associado a desenvolver mais ofertas de bens que aumentassem o interesse de seus clientes e consequentemente o consumo, bem como para atrair novas empresas e ter trabalhadores mais qualificados.

Por esse motivo, ao longo dos anos, tendo em vista a necessidade dos empresários, a CDL Uberlândia criou uma oferta de soluções que atendem integralmente o ciclo de negócios das empresas.

“Uma entidade por si só não sobrevive apenas com recursos oriundos da contribuição associativa. Para avançar, criamos as soluções para apoio aos Associados. Temos um banco de dados nacional cadastral e de crédito, o SPC Brasil, a fim de agilizar o sistema de crédito e proporcionar mais segurança aos empresários. São soluções que os empresários precisam e produtos próprios que não se encontram com facilidade e que complementam o que o Associado almeja, além disso, a CDL tem como objetivo interferir no ambiente de negócios de seus Associados através de uma atuação Político-institucional mais abrangente”, afirma Cícero Novaes.

“Sem dúvida, a CDL é a entidade que mais defende os interesses dos empresários nas esferas empresarial e política. Além disso, as soluções servem de  apoio e para o crescimento das empresas, como o serviço de SPC, Certificado Digital, SPC Conciliador e tantos outros. O SPC como regulador de compra, com custo-benefício muito acessível, agiliza as transações de crédito, sem burocratização. A CDL atende não apenas as empresas, mas também à sociedade. Sinto-me orgulhoso de fazer parte dessa casa CDL “, afirma José Newton Reis Ângelo, um dos fundadores e diretor de soluções empresariais e negócios.
CDLs somam 2 mil no país

Para ter ideia da força das CDLs, no Brasil, a rede de entidade soma 2 mil, e juntas contam com aproximadamente 1 milhão de Associados. A CDL Uberlândia conta com 4 mil Associados e 103 Colaboradores. “No formato associativista, a CDL tem força para interferir e instruir a população e os membros da economia em relação aos abusos praticados pelas esferas governamentais, bem como a pensar e repensar o voto”, enfatiza Cícero Novaes.

Recentemente, a CDL Uberlândia representou em três telas, que foram afixadas em suas salas de reunião, as causas defendidas pela entidade no âmbito Político-institucional. Em uma delas, consta a frase: “Esta é a nossa força”, que de forma conceitual representa os Associados. “Sem dúvida, 52% são comerciantes, incluindo os lojistas e varejistas. Outros 28% são prestadores de serviço, 10% de profissionais liberais e os demais, indústrias. Esses dados mostram que a representatividade da CDL atinge todo o sistema empresarial e a consolida como uma entidade que representa a sociedade produtiva”.

Ainda de acordo com o presidente da CDL, Cícero Novaes, a representação política é essencial para qualquer entidade. “Temos sentido na pele os percalços de uma economia vacilante, fazendo com que muitas empresas fechem antes mesmo de completar 2 anos. Nesse momento de crise nada melhor do que mostrar que os empresários estão trabalhando e precisam se sustentar no mercado. Nossa meta é lutar contra a crise política e econômica que prejudica o crescimento do país e os que trabalham”, finaliza.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.