Em Sociedade

382

Feliz dezembro

Por incrível que possa parecer, estamos chegando ao fim do ano. Um ano fatídico, mas não desprezível, tenso mas rico em experiências, difícil mas nos fortalecendo. E lá se vai 2020. Que este último mês do ano nos encha de inspirações e esperanças. E possamos refletir sobre nossos afetos, crenças e posicionamentos. E sejamos plenos, de vida, de alegrias e de verdades. Feliz dezembro a todos!

Celebração de marcas

Um grupo de mulheres criativas e empreendedoras foi formado para o evento Celebrando a Vida, que acontece quarta e quinta, 2,e 3 de dezembro, no condomínio Gávea Hill. A ideia é reunir em um mesmo espaço diferentes produtos e marcas, 15 no total, que privilegiem a personalidade, encerrando com alegria e leveza o ano desafiador. Agradeço imensamente o convite e desejo sucesso na empreitada!

Inovação

São cinco décadas de história. Uma imobiliária referência em Uberlândia, conhecida desde sempre no mesmo endereço, inaugurou essa semana uma nova unidade, com uma nova proposta. Ali, o cliente terá um atendimento personalizado e uma proximidade virtual com o imóvel de seu interesse, antes da visita presencial. O lançamento do espaço Rotina Imóveis Alto Padrão aconteceu em concorrido coquetel, na noite de quarta-feira. Parabéns pela iniciativa. E bons negócios!

Retorno

Percorrer quatro décadas de afeto e depois revisitar o local onde esse tempo começou a correr. O casal Rubino e Patrícia de Freitas retornou ao aconchego de Gramado, no Rio Grande do Sul, para relembrar o local onde viveu a lua de mel. E celebrar a manutenção do amor que os uniu e persiste até hoje. Parabéns e felicidades ao casal!

Origens

Ele saiu daqui para o mundo. Inovou ao tornar-se precursor e maior expoente da fotografia de Street Style do Brasil, e ganhou destaque em nível internacional. Leo Faria lança sua primeira exposição fotográfica individual em sua terra natal. A mostra acontece de 03 de dezembro de 2020 à 03 de março de 2021, de segundas às sextas, das 12h às 17h, no Centro Municipal de Cultura, aqui em Uberlândia. A exposição “Ao encontro de” é gratuitamente aberta ao público, tem a necessidade de pré-agendamento das visitas presenciais pelo site aoencontrode.art.br

Mostra

O arquiteto e paisagista Ton Melo, que também é artista visual, abre exposição na galeria da clínica Ferreira Segantini. Um amigo querido, revelou-se sensível e de apuradíssimo senso estético para as artes visuais. Sucesso na mostra!

Generosidade

O Hospital do Câncer de Uberlândia promove na cidade o ‘Dia de Doar’ em prol dos pacientes oncológicos. A iniciativa acontece em nível mundial, no dia 1º de dezembro, e, por aqui, visa incentivar a doação e captar recursos para continuidade do atendimento de pacientes com câncer na instituição. Para participar do movimento, e contribuir com o Hospital do Câncer em Uberlândia, as doações, de qualquer valor, podem ser realizadas na Central de Atendimento da instituição, pelo número 0800 340 2062, ou por meio do site doehospitaldocancer.org. Na plataforma online, é possível contribuir nos cartões de crédito, débito ou por boleto bancário.

Mulheres

Com o objetivo de propor dicas de empreendedorismo feminino como liberdade à violência patrimonial, o Social Bank, em parceria com o Sebrae, promove a live ‘Independência financeira e empreendedorismo feminino’, nesta próxima, dia 01, às 19 horas, pelo canal do Social Bank no YouTube. A live é gratuita e aberta para todas as pessoas, que poderão interagir com os convidados.

Tô dentro

A revisão de conceitos e sentimentos. Acho lindo quando as pessoas assumem seus erros e mudam de opinião. É simples e saudável!

Tô fora

Cansei de deslumbramento e superexposição na internet. Tem gente que não se toca nunca. Só nascendo de novo pra ter noção do desatino.

Pimenta refresco

Muito se falou em racismo nos últimos dias, não somente em decorrência dos acontecimentos, mas também pelo Dia da Consciência Negra, em 20 de novembro. Basta resumir: preconceito é ignorância, além de revelar uma péssima personalidade de quem o tem. É horrível ver gente querendo “queimar” as vítimas de racismo, para por panos quentes na situação. O rapaz assassinado no híper mercado não era flor que se cheire? Não sei. Pode até ser. Mas, isso justifica a violência empregada? Crianças que pagaram por seus lanches em São Paulo são expulsas do shopping por serem pretas, pobres e não estarem “bem vestidas”. Diariamente são tantas as agressões, situações e notícias sobre contextos de preconceito racial e ainda vem gente dizer que não existe racismo, que é tudo “mimimi”? Só sabe dizer, de verdade, de racismo, quem o sofre na pele. Crianças, adolescentes e adultos, ao longo da vida, passam por situações vexatórias, muitas vezes sendo identificados como “suspeitos” ou “ameaçadores” da “ordem”, apenas por serem pretos. Essa é a triste realidade. E quantos brancos horríveis existem? A cor da pele não denota a retidão de caráter. A falta dele e de personalidade está em quem tem complexo de superioridade. Isso não existe. É demência, uma demência que contamina a sociedade. Se enxergue, você que tenta manchar a reputação das vítimas e justificar a violência. Se faz isso, é por ter preconceito, ainda que em nível inconsciente. Mais cedo ou mais tarde, o feitiço vira contra o feiticeiro. Fica o aviso!

You might also like More from author

Comments are closed.