Em Sociedade

1.968

Natal diferente!

Fim de semana pós Natal. Vi mensagens lindas circulando nas redes virtuais, fotos compartilhadas de pequenos núcleos familiares, mensagens lamentando a ausência de abraços e torcendo pela resolução da pandemia. Sem dúvida, uma celebração diferente, para alguns assimiladas como reflexão por dias e pessoas melhores, para outros nada diferente dos anos anteriores. Não tivemos casas cheias, com algumas exceções é claro, grandes festas e encontros memoráveis, mas tivemos a oportunidade (talvez única) de mergulhar um pouco mais no próprio sentido da comemoração e da própria existência. Quem fez isso, seguramente, caminhou um passo a mais. Que no próximo a alegria tome o lugar da saudade. E estejamos todos vivos e saudáveis celebrando a vida e a espiritualidade do mundo.

Próximos passos

E agora caminhamos para um novo ano, cheios de esperanças e desenhando recomeços. Aproveitemos os últimos dias do ano para pensar do que realmente vale a pena neste mundo, para fazer a autocrítica e deixarmos de lado julgamentos, preconceitos, radicalismos e intolerâncias. 2021 é número de ficção científica. Avançamos muito até aqui. E ainda somos primitivos em alguns aspectos. O tempo é de mudarmos o que não é bom em nós. E de aprendermos a olhar para os lados e enxergar de fato até onde a vista possa alcançar. Pra conhecermos melhor o mundo, as pessoas e a própria vida. Não basta termos esperança, precisamos aprender sobre o que esperamos. E caminhar na direção disso. Tenhamos todos um lindo e pleno novo ano.

Bonaldi

Entra ano, sai ano e a gente fica feliz por ver algumas pessoas queridas alçando seus voos, independente das dificuldades dos contextos. Assim é com a estilista Patrícia Bonaldi, feliz da idade pela expansão de seus negócios, inclusive ultrapassando as fronteiras internacionais, e agora reinaugurando sua charmosa loja, a primeira delas, no Shopping Iguatemi, em São Paulo. Parabéns a essa mulher criativa, empreendedora e incansável guerreira do mundo da moda. Voa que o mundo é teu!

Forever in love

O eternamente apaixonado casal Dilson e Fátima Dalpiaz já ensaiam os passos para a celebração de 50 anos de união. Em 2020 comemoraram 47. Fatinha e Dilson já renovaram os votos por várias ocasiões e quem os conhece sabe do amor que existe entre ambos. Desejo que muitas décadas mais só façam esse crescer esse belo relacionamento, exemplo para todos. Parabéns e felicidades, sempre!

No Rio

Anna Paulla Fad e o namorado Rafael Godoi passam dias de descanso no Rio de Janeiro. E por lá devem permanecer na virada do ano.

Azar brasileiro

Minha amiga Ana Paula, que mora em Londres, depois de dois anos sem vir ao Brasil, conseguiu sair da Inglaterra antes do cerco aos voos. Veio para ver a avó, que estava adoentada. Por lá fez todos os testes, dando negativo para Covid. Mas, acabou contraindo o vírus aqui no Brasil e passando o mês sem estar ao lado da avó. Felizmente, já superou a doença e passa bem.

Amigas para sempre

Outra amiga, Zaína Vieira , também residindo na Europa, em Portugal, e há dois anos sem vir ao Brasil, chega nos próximos dias para visitar os filhos. Uma querida, cuja amizade desfruto há mais de 30 anos.

Tô dentro

Generosidade. Memória. Lembrança . Parabéns àqueles que se lembraram de mandar um afeto, um abraço, um mimo àquela pessoa que é importante mas quase nunca lembrada, aquela que marca presença em sua vida, mas na hora de retribuir, a lista passa não pela importância da pessoa. mas pelas relações de conveniência e interesse.

Tô fora

Lamentações e autocomiseração. Mesmo nesse clima de solidariedade e esperança , alguns continuam usando as redes sociais, hoje o maior canal de comunicação entre as pessoas, para jogar suas frustrações no ar.Triste de ver !

Pimenta refresco

Sei que o clima de fim de ano não é de apimentar ou dar alfinetadas, mas não podemos perder o hábito, até para que algumas pessoas se toquem e mudem o seu jeito de ser. 2020 não foi um ano fácil pra ninguém. Do Oiapoque ao Chuí, todos tiveram perdas, em todos os âmbitos, materiais e espirituais. E todos conviveram com isso como foi possível. Lidar com o vírus da pandemia, apesar de uma grande batalha, fica até simples diante de algo que pode ser tão desastroso quanto: o julgamento dos outros. Nossa, o que surgiram de “fiscais” nesse período, de gente apontando o dedo para outros, mesmo à distância, e julgando mesmo cada passo, cada comportamento, sem contextualizar ou procurar entender o que, quando e como aquilo significa. Complicado atravessar uma tempestade dessas com gente pronta para apontar o dedo e, em alguns casos, distorcer os fatos. Se postam um foto sem máscara, são pessoas inconsequentes, ainda que as máscaras tenham sido retiradas apenas para o clique, se mostram um brinde, estão fazendo aglomeração, ainda que aquela reunião se justifique de algum modo, tenha sido cuidadosa ou até mesmo feita em outros tempos, se viaja para algum lugar, está transportando o vírus, etc., etc. Enfim, não há passo que seja dado sem uma crítica de algumas dessas pessoas que resolveram fiscalizar, via redes virtuais, a vida alheia. As críticas, de um modo geral, devem ser dadas e são sempre muito bem vindas, caso sejam procedentes e construtivas. Mas o que se vê são pessoas afetadas pelo cenário que, mesmo sendo devastador, não deve servir de desculpas para rotular e julgar as pessoas.Que o próximo ano seja de muito amor e menos julgamento, afinal , que atire a primeira pedra quem não comete erros .

You might also like More from author

Comments are closed.