Pimenta Refresco 

512

Quem quer fazer caridade não precisa de plateia. E nem de aplausos. Isso esvazia qualquer boa intenção. Frequentemente, vemos pessoas movidas por boas causas tendo a adesão da sociedade, mas logo, algumas delas, felizmente não todas, se deixam contaminar pela vaidade e começam a alimentar mais a projeção social do que a causa que defendiam inicialmente. É ruim perceber gente que começa a ter visibilidade por causa do engajamento e logo perde o rumo e começa a trabalhar pelos próprios interesses, seja com jogadas de marketing pessoal ou até mesmo carreirismo na militância política. Será que faz parte da natureza humana trocar o interesse coletivo pelas conquistas pessoais? São raros aqueles que mantêm a dignidade de ir até o fim pelas batalhas que realmente valham a pena e não se deixam conduzir pela fogueira das vaidades que dá direção ao mundo.

You might also like More from author

Comments are closed.